Mensagem

A ponta do iceberg

icebergA imagem acima é da ponta de um iceberg, olhando assim é quase impossível imaginarmos que algo tão insignificante, mais parecendo uma caixa de isopor boiando em alto mar, poderia, por exemplo, causar uma tragédia que tirou a vida de mais de 1.500 pessoas no naufrágio do Titanic…

cortando o casco do navio, soltando os rebites abaixo da linha d’água por uma extensão de 90m, fazendo a água entrar nos compartimentos dianteiros do navio e iniciando um naufrágio que ficará na história para sempre.

Os vigias do mastro do Titanic só avistaram o iceberg quando ele estava em frente ao navio. Gritaram, mas infelizmente não houve tempo suficiente para desviar do grande bloco de gelo.

O que isso tem a ver conosco?

iceberg-1Na nossa navegação pelo mar da vida, o Espírito Santo sempre nos mostra e nos orienta a desviar da ponta do iceberg (pecado), que poderá nos fazer afundar na fé, se não tomarmos cuidado. Normalmente, são as “raposinhas que devastam os vinhedos”, coisas aparentemente inofensivas, que ora o diabo, ora os desejos da carne, ora as circunstâncias da vida nos apresentam. Se não houver uma firme e constante vigilância de nossa parte, no que pensamos, olhamos, falamos, ouvimos e sentimos, acabaremos chegando tão perto do iceberg (pecado), que não será possível desviar, e aí a tragédia será inevitável. Se você avistar a ponta de um pecado de longe, faça como Jó fez:

“…e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal.”

Jó 1.1

Para preservar sua integridade, sua retidão e seu temor a Deus, ele agia assim: ao avistar o pecado se aproximando, não pagava para ver, mas fugia da aparência do mal. José também agiu assim, fugiu do pecado ao sofrer um ataque de sedução da mulher de Potifar, oficial de faraó, rei do Egito. José sabia que se ele não resistisse, aquilo iria trazer consequências trágicas para sua vida, a mais terrível seria a perda da comunhão com o Altíssimo. Já o rei Davi não teve a mesma vigilância.

“E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista.”

2 Samuel 11.2

Ao saber que era esposa de um soldado seu, não desviou-se do mal e teve que pagar um alto preço pelo seu pecado, embora tenha sido perdoado pelo Senhor ao se arrepender sinceramente.

Muitos companheiros de guerra, obreiros, pastores, bispos e cristãos de modo geral, que um dia estiveram lutando lado a lado conosco contra o inferno, estão caminhando para as profundezas do oceano (inferno), outros já se encontram lá, por avistarem a ponta do iceberg (pecado) e não se desviarem.

Isso nos causa muito temor e tremor.

Sigamos o conselho que o Espírito Santo deu a Timóteo através do apóstolo Paulo:

“Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia; conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé.”

1Timóteo 1.18-19

Pensem!
Deus os abençoe!

Vejam o momento da tragédia:

Colaborou: Bispo Sergio Corrêa

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *