Mensagem

Os Escolhidos

escolhido-706x432O Altíssimo Deus é O SENHOR Único; Onipresente, Onipotente e Onisciente. Na Sua Eterna condição de SENHOR, somente Ele tem autoridade para escolher os Seus servos.

É claro que o critério de Sua escolha se dá por conta daqueles que são justos ou, no mínimo, querem viver na justiça.

Disse o SENHOR a Noé:

Entra tu e toda a tua casa na arca, porque tenho visto que és justo diante de Mim nesta geração”

Gênesis 7.1

Em meio a uma geração corroída moral e espiritualmente, o SENHOR achou um homem justo: Noé.

Os escolhidos são os justos ou, pelo menos, os que reúnem as condições necessárias para serem justificados. Quantos têm vivido no pecado que odeiam? E quantos anelam viver na integridade e na justiça, mas não reúnem forças para abandonar o pecado?

O pecado não deixa ninguém em paz. É impossível viver no pecado e estar em paz. O Espírito de Deus é o Espírito da Paz.
Como ser um escolhido para servir a Deus, se ainda é escravo do pecado?

Entretanto, mesmo sendo escravo do pecado, se há fome e sede de ser justo, o SENHOR o escolhe e dá a fé que o justifica para servi-lO. Mateus 5.6
Noé foi escolhido porque era um homem justo. Porém, toda a sua geração era de completa desordem. A corrupção espiritual e moral se multiplicava sem nenhuma perspectiva de melhora. Noé e sua família foram os únicos humanos escolhidos para entrar na arca da salvação.

Também os animais de cada espécie foram separados. Chama atenção o fato de que Noé não precisou escolher os animais, caçá-los e trazê-los até a arca. O Próprio Deus os escolheu e os encaminhou, dois a dois, para a arca. Todos os demais morreram juntamente com a raça humana.
Na minha visão, o Espírito Santo continua “garimpando” e escolhendo, no mundo atual, gente que odeia o pecado; gente que quer deixar o pecado mas não tem conseguido; gente que, às cegas, está em busca de salvação nas religiões.

O Monte Sinai fez a separação entre os justos e os perversos; entre aqueles que anelavam pela justiça e aqueles que curtiam a injustiça…

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *