Notícia

O monge que mudou a história da fé cristã

Internacional |

16406497_303Martinho Lutero buscou um Deus misericordioso na Bíblia e instituiu uma nova visão teológica ao publicar as suas 95 Teses.

No final da Idade Média e início da Idade Moderna, a fé cristã era dominada pela Igreja Católica, cujas regras ditavam a vida das pessoas. Deus era, então, visto como uma figura julgadora e rigorosa, que nunca deixava um erro impune.
Na altura, os acontecimentos que não podiam ser explicados eram encarados como consequências de pactos feitos com o diabo e todos aqueles que, supostamente, teriam feito tais acordos eram queimados na fogueira.

Mudança de vida e de visão
Martinho Lutero que estudava Direito, viu o rumo da sua vida mudar quando foi atingido por um raio. Diante da morte, prometeu tornar-se monge caso sobrevivesse.
Doze dias depois, bateu à porta do Mosteiro dos Agostinianos Eremitas e pediu para ser aceite na ordem. Movido pela busca de um Deus misericordioso e pelo medo de não existir vida depois da morte, Lutero viu uma oportunidade de ter uma existência plena no mosteiro.
Depois de 20 meses no mosteiro, foi ordenado sacerdote e dedicou-se ao ensino teológico. Em 1512, concluiu um doutoramento em Teologia e tornou-se professor na Universidade de Wittenberg.
Ao ler a carta do Apóstolo Paulo à antiga igreja romana compreendeu que Deus não é apenas um juiz justo e severo, mas também um pai que ama as pessoas que criou e que enviou o Seu Filho para pagar o preço do pecado que O estava a separar da humanidade.

Princípios teológicos
Através do seu estudo da Bíblia, Lutero desenvolveu quatro princípios teológicos fundamentais.
O primeiro princípio é a Sagrada Escritura, representando esta a única referência da Verdade. O segundo é o de que a Salvação só vem por meio da graça de Deus e não por boas ações. O terceiro é que Jesus Cristo, através da Sua morte na cruz, pagou a pena por todos os pecados, sendo a única ponte entre os homens e Deus. O quarto princípio é do que as pessoas são salvas somente pela Fé.
Estes princípios revolucionaram a relação entre o homem e Deu e levaram a Igreja a perder poder.

As 95 teses

Em outubro de 1517, Lutero organizou um debate sobre a prática de vender indulgências, mas como ninguém compareceu, decidiu enviar as suas teses ao então arcebispo de Mainz.
Afixando, nessa mesma altura, as 95 Teses no portão da igreja de Todos os Santos em Wittenberg, desencadeando assim um debate que abalaria os alicerces da Igreja.

Tags: , , ,

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Anónimo Responder 7 Novembro, 2016 às 19:35

Boa tarde,

O reformador Martinho Lutero, apenas foi o começo da Nova Ordem Mundial, pois por intermédio dele nasceu milhares de seitas, e hoje vemos como o diabo está unindo as mesmas ao antigo sistema, isto é, a Igreja Romana. Recentemente, houve acordo entre o Papa e a liderança Luterana, enfim o objetivo do diabo foi e está sendo realizado… Martinho Lutero, apenas foi usado como foram os romanos na época de JESUS na construção de estradas para a divulgação do Evangelho… Apenas mais um…