Notícia

Protesto de pastores evangélicos

Internacional |

protesto-brasileiro-tel-avivNo passado dia 20 de outubro, diversos pastores evangélicos em conjunto com um grupo de turistas brasileiros concentraram-se em frente à embaixada do Brasil em Tel Aviv, como forma de protesto

• A manifestação serviu para protestar contra o voto do Brasil na Agência da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a qual negava qualquer ligação dos judeus com o Monte do Templo. O documento declarava que este local, tal como o Muro das Lamentações, eram sagrados unicamente para os muçulmanos.
• O resultado final da votação gerou revolta em organizações judaicas e cristãs de todo o mundo. Por causa disso, alguns pastores evangélicos que foram até Israel, para a festa judaica dos Tabernáculos, decidiram demonstrar a sua insatisfação em frente à embaixada.
• Num dos cartazes usados pelos manifestantes era questionado se o que a Unesco tinha feito não seria um ‘recall’ da Bíblia. Afinal, tanto no Antigo como no Novo Testamento existem várias referências ao Templo. Já o Islamismo só surgiu no século oitavo.

Referências na Bíblia
“Nos últimos dias, acontecerá que o monte da Casa do SENHOR será estabelecido no cimo dos montes e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão todos os povos” (Isaías 2.2).
O Monte do Templo é o lugar religioso de maior importância para judeus e cristãos e, segundo a tradição muçulmana, é o terceiro lugar em importância para o mundo islâmico.
O Monte do Templo é o lugar mais sagrado do judaísmo, já que é no Monte Moriá que se situa a história bíblica do sacrifício de Isaque.

“Estarão abertos os Meus olhos e atentos os Meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar”

2 Crónicas 7.15

O Muro das Lamentações é o muro exterior do último templo de Jerusalém e a parte mais próxima do local onde estava o Santo dos Santos.

Fonte: gospelprime.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *