“Afundei-me nas drogas e na prostituição”

Tarcisio_testemunho

Com o casamento destruído e mergulhado em dívidas, Tarcísio foi-se afundando cada vez mais nas droga e na prostituição

Embora tivesse vindo de uma família estruturada, Tarcísio deixou-se influenciar pelas más amizades e acabou por se envolver muito muito cedo com as drogas, levando uma vida desregrada entre os 14 e os 37 anos
Situação que se agravou ainda mais com o casamento feito demasiado cedo. “Tive um casamento turbulento, agressivo, obsessivo e infiel. Tinha centenas de amantes e a separação foi inevitável”, conta. Entretanto, Tarcísio conheceu outra mulher por quem se apaixonou e deixou as amantes. “Fomos morar juntos, porém, em pouco tempo, os mesmos problemas começaram a acontecer, brigas, ciúmes e traições. Frustrado, passei novamente a buscar prazer noutras mulheres e nas drogas”, recorda.

Com a vida financeira destruída, Tarcísio foi morar num barracão no fundo da casa do avô. “Mergulhado em dívidas, devendo a agiotas, vi-me sem saída e afundei-me ainda mais nas drogas e na prostituição, chegando ao ponto de começar a roubar para poder consumir. Os meus filhos tornaram-se rebeldes e passaram também a beber, a prostituir-se e a usar drogas”, relembra emocionado.

A mudança

“Ele era um marido ausente e muito ciumento. Saía de casa todas as noites e só voltava pela manhã. Até que um dia, a mãe o convidou para ir à Igreja Universal”, lembra a esposa Camila.
Depois de muito perseverar na fé, a transformação aconteceu. “Fui liberto do vício e alcancei a felicidade familiar. Hoje, tenho paz interior e conquistei uma vida financeira diferenciada”, sublinha Tarcísio.
“Ele hoje é companheiro, amigo e está sempre presente. A nossa família é muito abençoada”, celebra Camila.

Tarcísio Ribeiro, 

Fonte: Folha de Portugal