Conquistei

Participo das reuniões das “Conquistas Financeiras” há uns 12 anos e a minha vida teve muitas mudanças.

Cheguei à Igreja numa situação financeira devastadora, com muitas dívidas. Quando comecei a frequentar e a entender a reunião, a absorver aquele espírito, em pouquíssimo tempo, fui escolhida para trabalhar numa empresa de linha profissional, no ramo da estética.

E desde aquele momento a minha vida começou a crescer profissionalmente e fui trabalhando em empresas bem renomadas.

Mas, na reunião aprendi que tinha que crescer, ser patroa e não funcionária independentemente das empresas para as quais trabalhava serem boas.

Antes de entrar na Igreja (era de uma outra denominação), nunca tive este espírito de fé, de coragem, de batalha. Achava que ter uma vida estável já era o suficiente. Até que há dois anos atrás, no Brasil, conquistei o meu próprio salão de cabeleireiro.

Acreditava que Deus, realmente, podia abençoar e prosperar o trabalho das minhas mãos, mas Ele abençoou muito mais do que eu esperava, o meu salão tinha sempre clientela, estava sempre lotado. Havia uma diferença entre o meu salão e os salões vizinhos, até na forma de trabalhar.

Contudo, achava que se tirasse o dízimo, era muito dinheiro para dar à Igreja, apesar de ficar com 90%. Então, fazia uma magana com Deus, dava uma boa oferta, para não dizer que não dava nada. Entretanto, houve outros acontecimentos na minha vida e na minha família, em que coloquei em causa muita coisa, e passei a ser dizimista fiel.

Com isso, comecei a crescer, consegui o meu próprio negócio, adquiri terrenos e a casa própria. O dízimo foi fundamental! Hoje, o negócio no Brasil está alugado, aqui em Portugal, eu e o meu marido temos outros planos, e tenho a certeza que o mesmo Deus que já me fez crescer, vai fazer com que eu seja grande aqui!”

SÓNIA