“Cresci angustiada, com complexos e traumas”

 

CasosReais-DelcyFernandesDelcy cresceu com traumas e angústias sempre presentes na sua vida, que a transformaram numa pessoa nervosa e depressiva.

O ambiente familiar no qual crescemos tem bastante influência no tipo de pessoa em que nos tornamos. Se não houver a orientação certa, corremos o risco de tomar as opções erradas e cometer os mesmos erros que vimos em casa.

Delcy levou uma vida de sofrimento e infelicidade, em parte devido a ter nascido e crescido com um núcleo familiar completamente destruído.

A sua mãe mantinha um relacionamento com um homem mais velho e casado, o que só levava instabilidade e insegurança para o lar.

Enquanto crescia, Delcy transformou-se numa jovem angustiada, vazia no seu interior, triste e muito nervosa. Entregou-se a vários vícios e, depressiva, aos 16 anos envolveu-se num relacionamento muito pouco saudável.

“Cresci com complexos e traumas. Era uma jovem que vivia angustiada e envolvi-me com um rapaz que não gostava de mim. Tratava-me mal e as discussões eram uma constante. Entretanto, fiquei grávida e tive um filho, mas a minha vida não melhorou, muito pelo contrário”, conta.

Cansada de sofrer, Delcy deixou crescer dentro de si um sentimento de vingança. “Agora é a minha vez de fazer os homens sofrer”, decidiu. Com esta determinação, manteve vários relacionamentos com homens diferentes, mas nunca nenhum resultava.

Ultrapassar o sofrimento

Depois de voltar a viver com o pai do seu filho, depressa percebeu que havia sido um erro, pois só recebia desprezo, maus tratos e solidão.

Com vários problemas em casa, discussões, discórdias e miséria, Delcy acreditava que não havia solução para encaminhar a sua vida e já só pensava na morte, até que decidiu ir ao Centro de Ajuda e ali percebeu que era possível ultrapassar o seu sofrimento.

“Assim que cheguei ao Centro de Ajuda fui liberta dos vícios que já faziam parte do meu dia a dia, e, aos poucos, libertei-me de todo o sofrimento que assolava a minha vida.

Hoje valorizo-me, vivo bem com a minha família e venci todos os meus complexos e traumas. Abandonei os pensamentos de suicídio e atualmente só quero viver pois tenho paz na minha vida e sou feliz!”, assegura.

Delcy Fernandes