Discussões, dívidas e violência

FamiliaSofria com muitos problemas, era deprimida, não tinha objetivos, motivação e, para além disso, tinha o vício do tabaco.

Costumava dizer que fumava para tentar esquecer os problemas que estava a viver, pois deixavam-me muito em baixo.

As dívidas eram muitas, situação que me deixava completamente sem paz, pois não conseguia arranjar forma de as pagar.

Tínhamos muitas discussões em casa, o que fazia com que fosse um verdadeiro inferno. O meu marido e eu chegávamos a ofender-nos verbalmente, o que causava algumas perturbações nos meus filhos e tornava-os mais violentos.
Derivado a todos estes problemas, acabei por tentar o suicídio e, por causa desta situação, fui parar às urgências.

Mas, um dia, ao ver televisão, assisti a um programa na TV Record, que despertou a minha fé. Isto levou-me a participar nas reuniões no Centro de Ajuda da Igreja Universal.”

A FELICIDADE. “Comecei a receber orientações na Igreja, o que levou a que conforme eu as praticava começasse a ver mudanças.

Primeiro, comecei a mudar no meu interior, ou seja, a sentir paz. Os problemas no meu lar foram todos superados. Hoje tenho harmonia com o meu marido e filhos, temos um lar abençoado e feliz e não tenho mais vontade de tirar a minha vida. Agora, quero viver!
Conseguimos superar os problemas de dívidas, e atualmente temos uma vida financeira tranquila, conseguindo honrar os nossos compromissos.

Valeu a pena ter dado o passo de fé, pois hoje tenho toda a minha família na presença de Deus e somos felizes.”

Luzia Ferreira, CdA S. João da Madeira

Fonte: Folha de Portugal