DUAS VIDAS

“Quem chegou primeiro ao Centro de Ajuda foi o Lula. Estávamos com a vida destruída, a nível sentimental e tudo o resto. Ele veio numa altura em que percebemos que não havia mais nada a fazer. O casamento parecia ter acabado e, apesar de estarmos os dois noutra Igreja, conhecíamos outro Deus e não aquele que queríamos para nós.

Vivíamos uma vida de aparências, principalmente eu, e a situação foi muito difícil! Hoje sei que houve uma libertação na vida do Lula e que, agora sim, ele é o marido que sempre quis. Sempre fomos muito fiéis em termos de dízimos e ofertas, mas nunca víamos resultados, mas, neste momento, vemos e sabemos que Deus é fiel connosco”.

SÓNIA – Lisboa

“Era uma pessoa totalmente desequilibrada dentro de casa. E só percebi a gravidade do problema no dia em que a minha mulher me perguntou porque é que eu não cumpria o que pregava na igreja dentro da nossa própria casa. Não soube responder e tentei pedir ajuda a muitas pessoas, as quais nunca me ajudaram. O meu problema era espiritual e muito grave. Estava em perigo! E cheguei até a agredir fisicamente a minha mulher. Mas, no dia em que cheguei aqui, depois da reunião, contei toda a minha vida ao pastor e mal ele colocou as mãos na minha cabeça, as minhas pernas começaram a tremer e senti comichão pelo corpo inteiro, durante uma semana, pois, já era o processo de libertação.

Nesse momento, comecei a priorizar a minha libertação e o encontro com Deus. Estamos na Igreja Universal há três meses e esse tempo não se compara com os dez anos em que estivemos na outra igreja. Foquei-me muito na minha libertação, mas não foi fácil, pois, tive muitas pessoas que me quiseram desviar do caminho. Determinei também que não voltaria a usar o nome de Jesus até O sentir dentro de mim. Então, consegui a minha libertação e recebi o Espírito Santo. E as portas agora abrem-se de uma forma impressionante e sei que a libertação é fundamental”.

LULA – Lisboa