Euclides da Costa Lima

CREuclides“Vozes diziam-me para eu me matar”

Euclides só estava bem fora de casa, pois mal entrava no seu lar começavam as humilhações. As vozes que ouvia apenas queriam acabar com a sua própria vida…

Antes de conhecer o Centro de Ajuda (CdA), era um jovem que, aparentemente, não tinha nada de mal. Fora de casa, sorria, brincava, trabalhava e estudava, ou seja, tinha uma vida completamente normal.

Mas quando estava em casa, o local onde supostamente deveria ter paz, esta não existia. Sofria de complexo de inferioridade, por causa das humilhações sofridas pelos meus familiares em casa.

Muitas vezes, na minha mente sussurravam vozes diabólicas que me diziam para me matar ou para cortar o pulso com uma faca. Tudo para que pudesse mostrar aos meus familiares o meu sofrimento! Isso acontecia com frequência e, nessa altura, a minha vontade era desaparecer para que essa angústia e vontade de suicídio pudesse acabar. Para além disso, também era muito nervoso”.

A transformação

“Depois de conhecer o CdA, comecei a participar nas reuniões de libertação e fiz diversas correntes. Para além disso, também fiz os meus propósitos no Altar do Deus Vivo. Foi assim que me libertei de toda mágoa, angústia, nervosismo e pensamentos de suicídio. Entretanto, converti-me, batizei-me nas águas, tive um Encontro com Deus e fui batizado com o Espírito Santo.

Hoje, dou-me bem com a minha família e tenho paz no meu interior. Também ajudo os outros a terem a oportunidade de sentirem o mesmo do que eu. Dou–lhes a oportunidade tal como eu tive na altura. Eu calculei bem a Torre que estava a construir”.

Euclides da Costa Lima, CdA da Reboleira