Marcelo Martins

marcelo

Tal como muitos jovens seguem caminhos errados, também Marcelo enveredou pelo mundo dos vícios e dos roubos. Mas houve um momento em que tudo mudou…

Desde criança que tive uma vida muito sofrida, porque tinha uma família sem estrutura. O meu pai era viciado em álcool e, quando chegava a casa bêbado, praticamente todos os dias, havia muitas discussões com a minha mãe. Vivíamos numa miséria tão grande que passávamos fome. Chegámos a ir às feiras para apanhar os restos, tudo porque o meu pai deixava o ordenado em bares e na prostituição.

À minha mãe apareceu-lhe um tumor no seio, que a envergonhava, pois quando usava uma camisola ficava manchada de sangue. O desespero dela era muito grande!

Fui crescendo rebelde e revoltado com aquela situação, mas não sabia o que fazer para mudar! Para piorar ainda mais a situação, o meu pai faleceu aos 44 anos, por causa do vício do álcool. Sofreu uma queda na empresa onde trabalhava e teve uma paragem cardíaca”.

O fundo do poço

“Foi nessa altura que chegámos mesmo ao fundo do poço, pois começou a faltar tudo dentro de casa: paz, comida, alegria… A minha mãe ia a todos os sítios possíveis para procurar ajuda: à igreja católica, à bruxaria e nada adiantava. Antes, pelo contrário, só piorava cada vez mais!

Através de amigos, entrei no mundo dos vícios do álcool e da cocaína. Passei a consumir drogas e a beber todos os dias, porque sentia um vazio muito grande dentro de mim. Durante as saídas à noite, roubávamos para sustentar os vícios e, muitas vezes, via pessoas serem assassinadas. Seis dos meus colegas foram assassinados, jovens de apenas 16 anos”.

O caminho certo

“A minha mãe recebeu um convite para ir ao Centro de Ajuda (CdA). Perseverou, agiu na Fé e foi curada do tumor. Para além disso, ela trazia dentro de si uma paz que eu nunca tinha visto antes. E logo que o seguro de vida do meu falecido pai saiu, a nossa vida mudou financeiramente.

A minha mãe tanto insistiu e eu acabei por ir ao CdA. Aos poucos, libertei-me dos vícios da cocaína e do álcool e o vazio saiu de dentro de mim. Tive um encontro com Deus e a minha vida mudou por completo! Hoje sou feliz, casado há 20 anos e sirvo a Deus no Altar”.

Marcelo Martins