Maria do Céu Barata

Vida sentimental destruída e doença. Era esta a realidade de Maria do Céu antes de descobrir que existia a Solução para os seus problemas. Maria-do-Céu-Barata

“Cheguei ao Centro de Ajuda (CdA) sem esperança de viver, cheia de complexos, muito negativa e sem nenhuma expetativa de melhoria da minha vida.
Tinha um casamento destruído pelas agressões físicas e não tinha forças para reagir contra aquela situação. Na altura pensava que a única saída era a morte, pois desde criança que era alvo de violência. Casei-me a pensar que assim essa situação iria mudar mas foi quando tudo piorou ainda mais”.

O recomeço
“Recordo-me de sentir muitas dores na coluna, que eram tão fortes que chegava a tomar injeções, mas a dor não passava. Os médicos diziam que eu tinha que me acostumar com essa enfermidade, pois não tinha cura.
Fui, então, convidada por um evangelista que me entregou um folheto e uma rosa para participar nas reuniões do CdA. Desde esse dia, permaneci na Fé.
Através do Sacrifício, tornei-me uma mulher mais segura, determinada, otimista e passei a dar valor à minha vida.
Fui batizada com o Espírito Santo, hoje estou liberta das insónias, fui curada dos problemas na coluna, que me impossibilitavam de andar. Antes queria morrer e hoje quero viver para ser um exemplo de superação”.

Maria do Céu Barata, CdA da Amadora

(Rua Heróis da Aviação, nº 2 C)