“Não consegui ficar um dia sem beber ou usar droga”

Regiane Matos cresceu a frequentar a Igreja Universal, mas, por ter uma conceção errada do que era a felicidade, decidiu procurá-la nos prazeres carnais.

Apesar de a sua infância ter sido tranquila, a fase da adolescência foi repleta de desafios. “Comecei por me envolver com amizades de que a minha mãe não gostava. Passei a consumir cigarros, pois achava fixe ver as outras meninas a fumar e queria sê-lo também. Queria conhecer a ‘felicidade’ e, por isso, parei de ir à Igreja”, conta.

Regiane teve vários relacionamentos frustrados e muitas experiências que a prejudicaram. “Conheci as festas rave, viciei-me em bebidas alcoólicas e não conseguia ficar um dia sem beber. Para além disso, comecei a fumar marijuana e não conseguia estar um dia sem usar droga”, desabafa.

Foi assim que Regiane se tornou uma pessoa depressiva e chegou ao ponto de beber até adormecer, tudo para tentar fugir da realidade. “Até o dia em que tive uma arritmia cardíaca e quase morri nos braços da minha mãe. Ela, com toda a fé, orou. Mas, mesmo assim, não parei com a vida errada”, relata.

Para piorar ainda mais a situação, Regiane envolveu-se com um rapaz que a agredia física e verbalmente. Quando engravidou, não conseguiu continuar mais a viver aquela situação de agressão. Então, acabou o relacionamento e, pouco tempo depois, ficou desempregada. Tornou-se mãe solteira e deixou de acreditar nos relacionamentos.

Determinação. “Após anos de sofrimento, o meu filho chamou-me para ir à Igreja que a minha mãe frequentava”, descreve, acrescentando que foi nesse momento que decidiu voltar para a Universal e passou a frequentar as reuniões de libertação, determinada a mudar de vida. “Segui cada ensinamento e vivia cada dia como se fosse a minha última oportunidade. Passados apenas quatro meses, libertei-me de tudo o que me atormentava”, comemora.

Hoje, Regiane é uma pessoa transformada e feliz, pois descobriu que a verdadeira felicidade reside em Deus. Agora, tem paz no seu interior, não sente mais necessidade de beber ou de usar drogas, pois é uma pessoa completa.

Regiane Matos Universal Brasil

Fonte: Folha de Portugal