Natacha Olim

Natacha2“Sorria mas era vazia por dentro”

“Era uma rapariga muito triste e chorava muito. Não tinha objetivos nem visão de futuro. Era revoltada e frustrada pois a minha vida não andava para a frente. Tudo aquilo que iniciava, acabava por desistir.

As saídas à noite e as discotecas eram as únicas coisas que eu achava que me preenchiam, mas quando voltava para casa estava tudo igual. Quando comecei a frequentar o Centro de Ajuda era uma rapariga muito sorridente, mas muito vazia por dentro.

Participei com todas as minhas forças no Jejum de Daniel, entreguei-me de verdade e algo de maravilhoso aconteceu: fui batizada com o Espírito Santo. Agora continuo a ser muito sorridente, mas sinto-me completa!

O meu sorriso é verdadeiro, e hoje sim sou feliz!”

Natacha, CdA do Funchal