O vício das drogas levou-o a perder o controle da própria vida

CasosReais-PauloGouveiaA realidade do mundo das drogas é muito além do que está visível aos nossos olhos.

A perda do controle da sua vida, o afastamento dos seus amigos, a incapacidade de reconhecer as suas atitudes e até mesmo a sua imagem diante do espelho, podem ser alguns dos efeitos do consumo de drogas.

Paulo, começou a consumir drogas aos 13 anos, sem imaginar que pudesse tornar-se dependente das mesmas.

“Experimentei por influência de amigos, primeiramente, o tabaco, em seguida o álcool e todo o tipo de drogas”, conta Paulo.

A ideia de que poderia parar e que apenas consumia drogas mais leves, foram o aproximando da autodestruição e da impossibilidade de conseguir parar de consumir.

“As drogas afetaram-me em tudo, o meu comportamento alterou-se, estava sempre fora de mim, fumava à frente dos meus filhos, sem pensar no péssimo exemplo que estava a dar. Chegava a acordar de madrugada para tirar as drogas que a minha esposa deitava no lixo, e consumia”, salientou.

Livre dos vícios

Após 20 anos da sua vida nesta situação, Paulo decidiu procurar ajuda, pois reconhecia que precisava ser uma pessoa melhor. Assim, decidiu conhecer o trabalho do Centro de Ajuda(CdA).

“Ao chegar ao CdA, comecei a frequentar as reuniões e a ser devidamente orientado. Em apenas um mês consegui ver-me livre de todos os vícios. O meu comportamento mudou por completo, ao ponto de ficar surpreendido com a minha transformação.

Hoje, os meus filhos veem em mim um exemplo a seguir. Numa casa onde habitavam os vícios e a confusão, hoje habita a paz, a alegria e não preciso de qualquer tipo de vício para me sentir bem”, conclui.

Paulo Gouveia, CdA Funchal (Rua Dr. Carlos I, nº11)