Quase morri

A Fogueira Santa de Israel é uma campanha realizada pela Igreja Universal do Reino de Deus há mais de 30 anos. Através deste propósito, milhares de pessoas tiveram a fé inteligente despertada e, com isso, conseguiram realizar sonhos e alcançar objetivos. Foi o que aconteceu com Dário, que conquistou uma vida abençoada: casamento feliz, duas lojas…

Quando comecei a frequentar o Centro de Ajuda era um jovem de 19 anos e entrei com a vida completamente destruída. Bebia muito, só queria frequentar a noite e a minha vida financeira era também uma desgraça. Contudo, o pior momento que passei foi quando decidi abandonar a velha vida e entregar-me a Jesus. Sofri um acidente de carro em que quase morri e senti que foi mesmo Deus que não permitiu que tal acontecesse! Na altura, estava a dar os primeiros passos na fé, já que entre entrar na Igreja e decidir entregar-me a Deus, passaram-se quatro meses. Com o acidente, perdi o meu único bem – o carro – e passei a andar a pé. Depois começou a perseguição por parte da família, dos amigos… fiquei completamente sozinho. O meu único amigo era Jesus e foi aí que me apeguei a Ele verdadeiramente. E continuei a perseverar na Igreja, sempre a caminhar com Deus”.

Persistência
“A perseguição na família aconteceu, principalmente, por parte do meu pai, já que a minha mãe também frequentava a Igreja. Ele pôs-me completamente de parte, não me queria ajudar ou saber de mim, discutia constantemente comigo… Sentia-me muito mal com tudo isso! Já por parte dos amigos, como deixei de frequentar as discotecas, de beber… então, fui excluído do grupo. Na altura, isso custou-me muito! Sentia-me sozinho e triste, porque não tinha ninguém, mas foi quando conheci Jesus e Ele preencheu esse vazio. Hoje, sou uma pessoa diferente, casei, sou pai e tenho uma vida financeira e profissional transformada. Durante estes seis anos em que estou na Igreja, aprendi a caminhar com Jesus, com luta, esforço e sacrifício, juntamente com a minha esposa”.

Sucesso
“Abri a primeira loja há cerca de um ano e oito meses e já se falava de crise, mas não tive medo e confiei em Deus. Até porque não é quando queremos, mas no tempo de Deus! Há três anos cheguei a ter mais possibilidades, inclusive dinheiro, e não abri o meu negócio. E, agora, abri praticamente sem dinheiro! E, depois passados seis, sete meses, abri a outra loja. Mas até ver a mudança na minha vida, o processo não foi fácil! Muitas vezes, tive pensamentos de desistir, pois não é fácil renunciarmos a nós mesmos. Via os meus amigos a saírem para a noite, beberem… confesso que, no primeiro instante, foi complicado. Mas valeu a pena, Deus tem-me abençoado! Hoje, com 25 anos, tenho o que para a maioria dos jovens é impensável”.

Restauração familiar
“Hoje, digo que vale mais ter uma vida aproveitada com Deus do que aproveitar a vida. É completamente diferente! Ter uma vida com Deus é ter paz, uma existência abençoada, saúde, uma família unida e feliz. Hoje, o meu pai frequenta a Igreja – o que era uma coisa impossível aos nossos olhos – pois viu a minha vida transformada. E também através das orações e sacrifícios por parte da minha mãe. Valeu a pena!”.

Dário Oliveira – Figueira da Foz