Resgatado

“A primeira resposta que recebi de Deus é que fui resgatado. Cheguei a ser obreiro no Centro de Ajuda Espiritual, durante 7 anos, mas desfiz-me da fé. Fiz como Ló e depois de estar realizado e bem-sucedido, achei que não precisava mais de Deus e que podia viver por mim mesmo.

Mas, um tempo depois, através de um convite de um amigo, voltei e peguei firme. Decidi andar com Deus, pois entendi que se com Ele já é guerra, sem Ele é bem pior. Passo por dificuldades, mas com Deus tenho forças para vencer!

E, nesta última Fogueira Santa de Israel, fiz o meu propósito com Deus e o meu pedido foi servi-Lo e uma empresa. A partir dali, Ele foi-me guiando por caminhos até chegar a um engenheiro, que me deu trabalho.

Já completei metade da obra e vou começar outra esta semana, no total dá um valor de 28 mil euros. Antes, tinha dificuldades económicas, agora trabalho não me falta. E, através desse engenheiro conheci um outro, para quem faço manutenção. Graças a Deus, estou a prosperar degrau a degrau!”.

ADÃO COSTA