“Tentei o suicídio por três vezes”

daniela1Sofria com uma depressão há mais de cinco anos e, segundo os médicos, teria de tomar medicação para o resto da vida. Tentei o suicídio por três vezes e, como não tinha paz interior, gritava com as pessoas e comportava-me como uma louca.

Acabei por afastar toda a gente, inclusive a minha própria filha, que ainda era criança.

Refugiava-me no quarto às escuras e, na minha mente, ouvia uma voz que me dizia para me matar porque, assim, o meu sofrimento acabava. Para além disso, fumava cerca de 20 cigarros por dia, vício que durou 24 anos.

Tive um casamento que acabou, devido a uma traição, e fiquei sozinha com uma filha para sustentar. Acumulei dívidas, cheguei a viver numa barraca e a não ter os bens essenciais para dar à minha filha.”

Mudança. “Depois de conhecer o Centro de Ajuda da Igreja Universal e de colocar a minha fé em prática, fui curada da depressão, deixei de tomar medicamentos e de fumar. Agora, sinto-me bem comigo mesma, já não preciso de me refugiar no quarto e sinto prazer em conviver com a minha família. Atualmente, vivo num apartamento de qualidade, não tenho mais dívidas e sou empresária. Hoje, posso afirmar que não me falta nada a mim, nem à minha filha!

A nível sentimental, depois de começar a frequentar a Terapia do Amor, superei os traumas e, agora, estou casada e muito feliz.”

Daniela DuarteCdA S. J. da Madeira

Fonte: Folha de Portugal