TRANSFORMAÇÃO

“Sofri, durante 12 a 15 anos, com problemas de depressão e esgotamento. Dependia de muitos medicamentos e cheguei a engordar 19 quilos.

Não podia trabalhar, pois, tinha que me deitar várias vezes por dia para descansar o cérebro. E quando o cérebro ficava cansado apanhava-me a voz ficava rouca e a coluna.

Era um sofrimento diário! Não cuidava da casa, não queria saber dos meus filhos, alojava-me na parte de trás da casa, chorava, gritava e pedia a morte a Deus.

O que acabou por originar problemas familiares, pois, dava-me mal com o meu marido, que não podia dizer nada porque eu enervava-me com tudo”.

UMA LONGA LUTA

“Até que, um dia, uma irmã do meu marido, ouviu na rádio a programação da Igreja Universal, aonde aconteciam transformações de vida. Não aceitei de imediato, mas acabei por ir. Quando entrei, as palavras do Pastor marcaram-me profundamente: ‘Você que sofre, pare de sofrer, porque Jesus já sofreu por si’. A partir daí, tirei da minha mente o pensamento de que iria sofrer para o resto da vida.

E revoltei-me contra a situação em que vivia. Contudo, as mudanças não aconteceram de um dia para o outro, tendo levado o seu tempo.

Mas nunca desisti e, aos poucos, fui vencendo os problemas. Comecei por me libertar dos medicamentos, reduzindo-os para metade e depois totalmente. Mas não foi fácil, pois, sempre que reduzia a medicação o esgotamento piorava. Não conseguia caminhar, tremia, a tensão descontrolava-se e o meu corpo não aguentava a falta da medicação.

Revoltada, andava uns dias sem a medicação, mas, depois, voltava e isso aconteceu por três vezes. Mas determinei com Deus a minha cura e libertei-me!

Estou na Igreja Universal há mais de 10 anos e, hoje, quero viver para Jesus e não tenho mais o desejo de morrer. Tenho muita paz, amor, alegria e força para ir à luta e vencer. O meu casamento está transformado, inclusive, o meu marido também frequenta a Igreja”.

O MOTIVO DA TRANSFORMAÇÃO

“Ao longo destes anos sempre participei na Fogueira Santa de Israel, com fé e determinação, depositando sempre o meu tudo no Altar, por iniciativa própria. E Deus sempre atendeu os meus pedidos em prol da minha saúde, da conversão do meu marido e da vida financeira.

Lembro-me de uma em que tinha dinheiro guardado para comprar um carro, mas sacrifiquei tudo. E Deus abençoou, pois, acabei por comprar um carro na mesma. Hoje, a minha vida está abençoada, tirei a carta de condução e trabalho por conta própria, um negócio que está a prosperar, graças a Deus!

Vale a pena participar na Fogueira Santa de Israel!”. CASSILDA MATOS LEAL LOPES – VISEU