Ajudar quem mais precisa é a missão dos Anjos da Noite

anjos_noiteTodas as terças-feiras à noite, um grupo de pessoas desloca-se aos locais onde se encontram os mais desamparados. São os Anjos da Noite.

A missão dos Anjos da Noite, um projeto composto por um grupo de voluntários do Centro de Ajuda, é ajudar, nem que seja por uma só noite, as pessoas mais desamparadas da sociedade, nomeadamente, os moradores de rua.
O frio, a solidão, a fome, a falta de amparo, o choro solitário, a sensação de que se bateu no fundo e não há como se levantar… Só conhece, verdadeiramente, esta realidade, quem, alguma vez na vida, já viveu nas ruas.
Os Anjos da Noite têm-se vindo a multiplicar um pouco por todo o país, sendo um grupo de pessoas cada vez mais presente e importante na sociedade.
Saem pelas noites em vários pontos do país, a oferecer auxílio aos que mais precisam. Mas o trabalho dos Anjos da Noite não se resume a levar alimentos ou roupas aos sem–abrigo.
Mais importante do que isso, os voluntários levam carinho, atenção e uma palavra de esperança aos necessitados.

Auxiliar quem mais precisa
Várias dezenas de pessoas necessitadas, já se encontravam à espera do grupo de voluntários na Gare do Oriente, em Lisboa, com o intuito de receber tanto os alimentos físicos como também o acompanhamento espiritual.
Ali foram realizadas várias orações, distribuídas várias mantas, comida e, como não podia deixar de ser, uma palavra de ânimo e força a todos quantos quiseram ouvir.
O trabalho da obra social foi também realizado com as regiões de Benfica e Alverca.
Na estação de Santa Apolónia, uma centena de pessoas foi ajudada, dentre elas pessoas que foram abandonadas pelos próprios familiares.
Com o decorrer do tempo, o trabalho deste grupo do Centro de Ajuda tem tido cada vez mais aceitação, o que permite aos voluntários ajudarem cada vez mais pessoas.
As pessoas a quem os Anjos da Noite se dirigem estão sempre à espera de uma mão amiga, não apenas para lhe dar de comer, mas também para lhes transmitir uma mensagem de Fé e de esperança, pelo que não é de estranhar que cada vez que o grupo se aproxima haja uma grande adesão.
O trabalho é voltado para a reintegração das pessoas que vivem na rua para a sociedade, e conta também com um atendimento médico onde podem, entre outras coisas, medir a tensão arterial.
Café, chocolate quente, sopa, pão e uma mensagem de conforto e ânimo, serão sempre distribuídos para que mais necessitados tenham força para se levantar e lutar pela vida.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *