Mensagem

4 coisas simples, mas muito importantes

4coisas-simples-mas-importantesHá coisas que são indicadoras da posição em que nos encontramos, pois, com Deus, não existe meio termo…

OU É OU NÃO É… não há meio termo com Deus e, quando muitos estão “em cima do muro”, Deus faculta importantes lições para que venhamos tomar consciência das nossas atitudes, se elas são certas ou erradas, à luz da Sua Palavra.

“Ao sexto dia, colheram pão em dobro, dois gômeres para cada um; e os principais da congregação vieram e contaram-no a Moisés. Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o SENHOR: Amanhã é repouso, o santo sábado do SENHOR; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobrar separai, guardando para a manhã seguinte. E guardaram-no até pela manhã seguinte, como Moisés ordenara; e não cheirou mal, nem deu bichos.”

Êxodo 16.22

Quando Deus proveu o maná para o povo de Israel, estabeleceu regras para colocá-lo à prova, para ver qual seria a sua conduta. De “domingo a sexta-feira”, o Senhor enviava o maná, que poderia ser recolhido apenas na porção designada, pois, caso fosse recolhido a mais, apodrecia. Porém, no sexto dia, Ele Ordenou que fosse recolhida a porção dobrada, mas que não apodrecia ou criava bicho, pois era para ficar para o dia seguinte, o grande e esperado Sétimo Dia, o Dia do Descanso…

Todavia, existe um significado mais profundo ligado a tudo isso, pois, quando Deus disse que durante os cinco primeiros dias da semana o povo deveria apenas recolher a porção de maná necessária para um dia e, no sexto, recolheria a porção dobrada, fê-lo com a intenção única de provar a fidelidade do povo à Sua Lei. E por quê? Porque o ser humano, pela sua natureza adâmica, tem tendência a não Confiar, a não ser Obediente, a não ser Dependente e não ser Disciplinado.
Este é um importante episódio bíblico que retrata bem a relevância dos QUATRO PRINCÍPIOS que se seguem para que a nossa relação com Deus seja bem-sucedida.

Confiar nEle

O princípio da confiança não é fácil de aplicar ao ser humano. Quando somos crianças, o nosso nível de confiança, geralmente, está a 100%, pois não temos motivos para desconfiar dos outros. Porém, à medida que vamos crescendo, vamos não só acumulando experiências negativas, como também escutando das vozes mais experientes alertas de “cautela”, “atenção” e “cuidado”, pois o mundo é um local perigoso, e nem todos são merecedores ou dignos da nossa confiança.

Depois, o que aconteceu? Veio o amor… e quando você casou, confiou a sua vida, porque tudo o que a outra pessoa lhe disse você acreditou, creu que era verdade, por isso uniu a sua vida a ela em matrimônio. Não é verdade? Pois bem, ainda mais deve ser com Deus. Você tem que crer na Palavra dEle, confiar nEle acima de tudo e de todos e não na sua própria força, conhecimento ou sabedoria.

“Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem.”

Salmos 56.11

Depender dEle

Na sociedade moderna, diante da crise financeira que muitos países estão atravessando, não são poucos os casos de pessoas que se encontram em situação de dependência de terceiros, seja dos próprios progenitores, de um parente ou até de uma instituição.

E o que, normalmente, causa essa dependência financeira e material? Vergonha, humilhação, desvalorização pessoal, desconsolo, desespero, descrença num futuro promissor.

Porém, depender de Deus já é completamente diferente, pois essa atitude traz paz, equilíbrio interior, valorização do indivíduo, Fé num futuro melhor, prosperidade, estabilidade, superação e certeza!

Mas, o que significa, na prática, depender de Deus? Significa você colocar a Direção dEle acima da sua própria direção e colocar os Pensamentos de Deus acima dos seus próprios pensamentos. E, dessa forma, você passará a ser dirigido pelos Seus Pensamentos, que é a Sua Palavra.

Por exemplo, pense em quantos erros você cometeu na sua adolescência por não ter dado ouvidos à voz dos seus pais! Não é verdade? Contudo, quando você escolhe não dar ouvidos à Voz de Deus, o “estrago” é muito maior e pior. Na verdade, é devastador, pois, sem Deus, você não terá mais ninguém a quem recorrer.

Observe o exemplo de Jó, que escolheu depender de Deus até a morte, ainda que do seu mundo nada tivesse sobrado, nem filhos, riqueza, prestígio, imagem, influência, reconhecimento ou até mesmo respeito:

“Quanto a mim, eu buscarei a Deus e a Ele entregarei a minha causa”

Jó 5.8

Obedecer a Ele em Tudo

Muitas pessoas associam o ato de obedecer à subserviência, a perda da liberdade, do livre arbítrio. Porém, existe uma diferença muito grande entre obedecer aos caprichos de terceiros, ou até mesmo às leis de um país, e OBEDECER A DEUS!

É certo que, como cidadãos ou filhos, devemos obedecer aos nossos pais, cumprir com os nossos deveres legais e cívicos como cidadãos, mas tudo isso é bem diferente da obediência que Deus espera de nós, pois isso implica em COLOCÁ-LO EM PRIMEIRO LUGAR, nunca, em hipótese alguma, tomar decisões na nossa vida sem primeiro CONSULTAR A ELE, exatamente por não querermos correr o risco de Lhe desobedecer.

Você se recorda dos conselhos que o seu pai lhe deu? Lembra-se de quando o pastor lhe disse para você fazer algo, e fez o oposto? Quais foram as consequências? Com certeza que não foram as melhores…

Ao longo da sua vida, para além da sua própria voz interior, você irá escutar muitas “vozes conselheiras”, que acreditarão saber o que é melhor para você. Todavia, o conselho supremo, aquele no qual você deve sempre se guiar, encontra-se única e exclusivamente na Palavra de Deus, pois essa é sempre certeira, e nunca, jamais se engana!

“Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

Efésios 5.6

Ser Disciplinado

CONFIAR, DEPENDER E OBEDECER A DEUS EM TUDO pressupõe, antes de mais nada, SER DISCIPLINADO!

É a sua capacidade de se autodisciplinar que o tornará capaz de cumprir com os 3 primeiros princípios, por isso, esta quarta e última lição não deverá, de forma alguma, ser desprezada ou deixada ao acaso.

Com certeza, você sabe a que leva à indisciplina, ao desprezo pelas normas instituídas, pelos valores da sociedade, pela Palavra de Deus. Uma pessoa indisciplinada, dificilmente é obediente, é desconfiada e muito menos procura depender de Deus!

Seja disciplinado, fazendo de tudo para nunca perder a sua Comunhão com Deus, começando pela colocação em prática, diariamente, das 3 primeiras atitudes.

Pense um pouco: quantas coisas você perdeu por ser indisciplinado? Demasiadas? Pois bem, quer continuar a perder? Cabe-lhe apenas a você reverter esta situação!

“Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é estúpido.”

Provérbios 12.1

Colaborou: Bispo Júlio Freitas

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Ideneide Rocha Responder 12 Maio, 2016 às 17:15

Post: Quatro coisas simples, mas, muito importantes.
Muito importante esses quatro ítens, temos que viver um na sequência do outro, pois cada um deles nos leva a edificação diante de Deus. Quando dependemos de Deus,cremos, confiamos piamente na resposta de Dele e obviamente só a disciplina nos leva a viver tudo isso.