Mensagem

A cadeira de Moisés

cadeira-706x432 (1)

“Então falou Jesus à multidão, e aos Seus discípulos, dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus.”

Mateus 23.1-2

Moisés foi o homem escolhido por Deus para libertar o povo de Israel da escravidão egípcia que já durava 430 anos.
A intenção do Altíssimo era fazer daquele povo uma grande nação sobre a terra, por isso lhe deu as Suas Leis e os Seus Estatutos para que os obedecesse e os guardasse de geração em geração.

Moisés recebeu as Leis Divinas e as transmitiu ao povo. Todo Israel o respeitava e seguia todas as suas instruções porque o reconhecia como uma autoridade constituída pelo Próprio Deus para guiá-lo à Verdade.

É interessante observar que Jesus não se dirigiu aos religiosos, e sim à multidão e aos Seus discípulos. Ele quis alertá-los quanto à pretensão dos escribas e fariseus em se colocarem como os detentores da autoridade de Moisés. Eles queriam que todos os israelitas os vissem como os substitutos de Moisés, e para quem foi passada a missão de conduzi-los à obediência às Leis de Deus. A cadeira de Moisés era a posição mais destacada e respeitada de todas, por isso era tão cobiçada e desejada por aqueles que queriam o poder para se locupletarem.

Veja o que Jesus disse sobre o caráter daqueles homens:

“Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem;”

Mateus 23.3

Aí está a grande diferença! Moisés detinha a autoridade Divina não porque simplesmente ensinava o povo a obedecer às leis do Altíssimo, mas, sobretudo, porque era um exemplo de obediência e respeito aos mandamentos do Senhor.

Os escribas e fariseus estavam muito longe disso. Não passavam de homens desonestos e aproveitadores. Não tinham nenhum respeito e consideração com o sagrado. Pouco ou nada lhes interessava os problemas do povo, desde que estivessem bem e nada lhes faltasse. De que maneira homens assim, com intenções tão mesquinhas e egoístas, poderiam ter a aprovação de Deus?

Os verdadeiros servos do Senhor Jesus estão onde Ele está, que é entre os aflitos, desesperados, rejeitados, viciados, doentes, deprimidos, injustiçados e humilhados. Essa é a posição e o lugar onde o servo de Deus deve estar. Jesus abriu mão do Seu trono junto ao Pai para vir a este mundo e viver entre os perdidos. Ele deu tudo de Si para nos dar a Salvação. Por isso o Pai O honrou!

Ele honra também aqueles que servem ao Seu Filho amado. Que não estão preocupados com sua própria vida nem com suas respectivas famílias. Que não tem a pretensão de serem vistos e elogiados pelas pessoas, mas a única coisa que querem e que lhes dá prazer é salvar almas para o Reino de Deus.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *