Mensagem

A dor da minha injustiça

img_tristeza-706x441Querida dona Vivi, bom dia!

Ontem, quando a senhora fez a primeira pergunta na reunião, veio logo a resposta na minha mente: A MINHA DOR TEM SIDO A MINHA INJUSTIÇA PARA COM O MEU DEUS, A MINHA INGRATIDÃO, O MEU PECADO, A MINHA TEIMOSIA, O MEU EGOÍSMO… E se eu continuar a escrever, acho que não caberá de tão grande que é esta lista.

O que tenho vivido ultimamente é isto. Eu sabia, tinha muita reserva, e dentro de mim gritava porque eu sabia que estava desagradando a Deus sendo assim.

Foi quando certo dia desabei aos pés do meu Deus e supliquei o Seu perdão. Falei: “Meu Deus, esta sou eu, e eu não quero ser mais assim! Me perdoe, me ajude!” Me senti um ESGOTO HUMANO. Descobri que eu ERA tudo isso que escrevi acima. Meu Deus, que vergonha! Senti dor na alma quando vi o quanto fui mesquinha, o quanto fui egoísta, o quanto desagradei ao meu Deus, AQUELE que deu TUDO para mim, mesmo eu sendo pecadora.

Deus me mostrou que eu dava, mas sempre queria algo em troca. Por exemplo, eu ficava a espera que alguém me ligasse antes, só depois eu retornava; que uma amiga me enviasse um SMS, e só depois eu respondia; que as esposas chegassem até mim, mas eu não chegava perto… Tudo isso era egoísmo, orgulho.

Deus me falou bem claro assim: “Imagine se Eu fosse esperar que você Me amasse primeiro para depois Eu dar o Meu Filho por você!” Chorei ao ver o meu pecado, o meu erro. Pedi perdão e odiei os meus sentimentos, as minhas manias, o meu jeito, tudo que eu pensava que era o certo, tudo que eu praticava.

Não sei se a senhora lembra uma vez em que falei com a senhora me justificando sobre a minha maneira de ser, assim afastada, distante… Porque a senhora me disse: “Você não me liga…”, e eu lhe falei que, mesmo amando a senhora, a minha maneira de ser era assim…

Como disse, A MINHA MANEIRA. Não é a MANEIRA QUE DEUS QUER QUE EU SEJA. E Deus me mostrou que a maneira que eu achava que era o certo, não era.

Me lembro que até já tive pensamentos errados, negativos, quando via as outras pessoas por perto. Por eu não ser assim, achava, pensava, que eram “puxa-sacos”. Desculpe a expressão, mas esta ERA a Ana.

Sabe, dona Vivi, escrevo com lágrimas no rosto só de pensar o quanto errei. Demorou muito tempo para descobrir tudo isso, mas ao mesmo tempo estou MUITO FELIZ, porque não tenho nada que me acuse, que me retraia. Estou sem reservas, me sinto LIVRE e LIMPA.

Beijo com carinho,
Ana Menezes

Talvez você esteja na mesma situação relatada acima e deseja ardentemente mudar. Ou, quem sabe, você tem cometido tantos erros, mas quer se consertar com urgência com o Deus Altíssimo.

Na Noite da Salvação desta quarta-feira, você terá a oportunidade de transformar sua vida, seus pensamentos e seus conceitos por inteiro. Não importa a sua condição, deixe o seu egoísmo de lado, seus interesses pessoais e venha determinado, com sede exclusiva de mudança!

Local: Templo de Salomão – Avenida Celso Garcia, 605 – Brás. Especialmente às 20h.

Colaborou: Viviane Freitas

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *