Mensagem

A Última Pedra

a-ultima-pedraApesar de especialistas afirmarem que para a dependência química não existe tratamento 100% eficaz, o autor do livro “A Última Pedra”, o bispo Rogério Formigoni, não pensa assim. A obra conta a história de um jovem que durante muitos anos foi refém do espírito do vício e chegou a se perder no crack. Entre as drogas que circulam no País, o crack é considerado o mais destrutivo. Seu poder de devastação na vida do usuário é tão grande que, para você ter uma ideia, a cada três dependentes dele, um morre após usá-lo continuamente por cerca de 5 anos. No entanto, para quem não acredita que o usuário tenha jeito, “A Última Pedra” mostra que há solução sim. Leia e descubra como a cura dos vícios é possível e como o jovem da história teve a vida totalmente restaurada.

No relato abaixo, saiba um pouco mais sobre como uma pessoa pode ser totalmente curada dos vícios:

“No que diz respeito ao ‘Tratamento Para a Cura dos Vícios’, ainda existem familiares e viciados com objeções e restrições para conhecê-lo, mesmo não sabendo NADA a respeito. Dizem que já buscaram ajuda em todos os lugares possíveis. Ajoelham-se e imploram a Deus para que os ajudem. E Deus está sempre com as mãos estendidas, prontas para oferecê-los ajuda. Difícil dizer, mas, infelizmente, a FÉ que essas pessoas possuem em Deus ainda está adormecida. Assim como a minha fé em Deus permaneceu em um sono profundo até este ano, mês de abril, quando pisei na Universal.

Tenho um currículo exemplar (20 anos de experiência) no que diz respeito às drogas; especialmente cocaína e crack. Também me dediquei a um profundo estudo em diversas religiões (ou seitas), como espiritismo, candomblé, umbanda, Rosa Cruz, projeciologia… Ah, também conheço praticamente todas as instituições disponíveis no mercado para um dependente químico, como clínica de reabilitação, Caps AD, NA, psiquiatria, terapias…

Mesmo com todo esse currículo, nunca me livrei da vontade de usar drogas. O desespero realmente era imenso, por isso não pensei duas vezes quando assisti na TV a um programa dizendo que vícios têm cura. Minha primeira impressão foi: este bispo está dizendo algo muito sério, eu acho que ele está maluco ao dizer que vício tem cura. No entanto, antes de constatar essa minha impressão como uma verdade para mim, eu fui até a Universal da João Dias, conheci o bispo, entendi melhor sobre o tratamento e participei da reunião. Daí, constatei a minha verdade e cheguei a uma conclusão: logo no primeiro dia em que pisei na Universal meu processo de libertação foi iniciado, sem eu ao menos perceber.

Hoje não preciso mais lutar contra aquela vontade enorme de usar a droga. Estou curada e frequento a Universal, pois estou começando a aprender como tratar Deus com todo o respeito que Ele merece. Aprendo a usar a minha fé de modo inteligente, a meu favor, e sem prejudicar o próximo.” – Fabíola

ADQUIRA O LIVRO BREVEMENTE EM PORTUGAL E NA EUROPA

Bispo Edir Macedo
bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *