Mensagem

Amor ao Dinheiro

Amor-ao-Dinheiro

Não há fé sem disciplina, sem ordem, sem regras ou sem regulamentos.
Assim como não há amor sem fidelidade, sem respeito, sem submissão.

Creio que fica mais fácil entender o amor quando se o associa ao dinheiro, por exemplo. O amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males (I Timóteo 6.10).

O dinheiro não é mau. Mau é a sua paixão por ele. Almas têm sido lançadas no inferno por terem dedicado sua cobiça desenfreada a ele. A sede, a fome e a idolatria delegadas ao dinheiro têm sido tão intensas, que há quem entregue a alma ao diabo em troca dele.

Esse amor fissurado ao dinheiro faz de suas vítimas o primeiro e mais importante senhor na vida. Por conta disso, quem o ama mata, rouba, trai, destrói, enfim, é capaz de fazer qualquer coisa para tê-lo. Adora, idolatra, venera, se rende, se entrega e se torna, literalmente, seu escravo. Tudo isso pelo amor ao dinheiro.

Ora, imagine se esse mesmo amor e dedicação fosse oferecido ao Único Senhor dos senhores! Se assim fosse, Jesus nem precisaria vir ao mundo sacrificar-Se pelo ser humano.

Fato é que quem ama se submete e obedece às leis do amor.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *