Mensagem

Aos servos do Altíssimo

servos_cdaAo olharmos para as Sagradas Escrituras vemos muitos elementos importantes, porém, um foi sinalizado como essencial: o Altar.

Ele é o Lugar escolhido por Deus para ali pôr o Seu Nome e poder habitar (Deuterônomio 12.5). Podemos entendê-lo como o colo de Deus que recebe não apenas a oferta ou o sacrifício de uma pessoa, mas a própria vida dela.

Por ser tão importante, tem poder para consagrar aquilo que é colocado sobre ele. Os religiosos que viviam na época do Senhor Jesus, estavam tão perdidos que valorizavam mais a oferta do que o Altar, mais o ouro do que o Altar que santifica o ouro.

Seus olhos espirituais estavam vendados, e por isso o foco estava errado, a ponto de desconsiderar o Próprio Deus.

Por causa da avareza, ardilosamente ensinavam que jurar pelo ouro do Altar tornava o juramento obrigatório, porque o consideravam maior do que qualquer outra coisa. Esse raciocínio maligno foi combatido pelo Senhor Jesus que valorizou o Altar, como Deus fez desde o princípio.

Infelizmente, o mesmo espírito ambicioso do passado tem cegado a presente geração.

Quando os olhos estão fixos no que é terreno não há discernimento para reconhecer os valores eternos. Até mesmo pastores têm caído no brilho do ouro e o considerado mais valioso em suas vidas.

Isso porque nunca nasceram do Espírito, ou, no mínimo, O apagaram, priorizando o material e desprezando o espiritual.
Ao manterem os olhos mais na oferta do que na alma do ofertante, caem na terrível condenação imposta aos fariseus do passado.

Que as perguntas abaixo promovam uma autoanálise sincera e reverbere em conscientização do que representa o ouro e o que representa o Altar, especificamente na vida do pastor.

Sendo assim, o que você prefere:

* Aproveitar a vida se embriagando com o vinho deste mundo ou sacrificá-la para se encher do Espírito?

* Enfrentar humilde e corajosamente os próprios erros, mesmo que no momento haja perdas, ou ocultá-los de acordo com a conveniência?

* Aceitar os benefícios e a proteção de “esquemas errados” ou pagar o preço da denúncia?

* Ter profundas teorias espirituais ou a prática simples da fé?

* Ficar ansioso e preocupado com o seu futuro e de sua família ou se concentrar naquilo que Deus deseja de você?

* Entregar a consciência para ser manipulada e receber vantagens ou mantê-la pura de acordo com os princípios da fé e sofrer perseguições?

* Viver da glória do passado de conquistas, como “Eu fiz isso, aquilo…”, “Eu estive ali ou acolá…”, ou lutar para conquistar todos os dias?

* Colocar toda a ajuda de custo no alforje e poupar a sua vida ou fazer um perfeito sacrifício no Altar (corpo, alma, votos, propósitos, tempo, forças…)?

* Ser obediente e respeitoso apenas com as autoridades: “Sim senhor!”; “Não senhor!” enquanto desobedece e despreza a Deus ou ser uma pessoa verdadeiramente temente?

* Ao ser injustiçado, recorrer ao homem, se justificar, atacar, se defender ou ir ao Trono Divino e esperar pela resposta?

* Pensar em si próprio e nos seus problemas ou nas pessoas que estão sofrendo?

* Dar tudo de si para agradar às pessoas a ponto de se prejudicar ou dar tudo de si para o Altar?

* Investir na imagem, na reputação, em ser atualizado culturalmente ou investir no seu interior e na vida exemplar?

* Ter uma vida espiritual medíocre baseada na comunhão com Deus apenas nos cultos ou se dedicar em desenvolver diariamente a Salvação?

* Massagear o ego pregando para uma multidão ou dar tudo de si, pregando para salvar uma alma?

* Fazer as obras que aparecem para as pessoas e rendem aplausos ou aquilo que só é visível para Deus?

* Colocar toda força para crescer a igreja e se projetar na obra ou toda força para encher o Reino de Deus?

* Zelar pela pregação correta da Palavra, pela disciplina e ordem na igreja e até ser criticado ou fazer “vista grossa” e ter a simpatia de todos?

* Ter a ousadia da fé para começar do zero um trabalho todas às vezes que for necessário ou se considerar muito importante para um “trabalho pequeno”?

Suas respostas, sendo realmente sinceras irão apontar onde realmente estão os seus olhos.

Núbia Siqueira
bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *