Mensagem

Após 20 anos nos vícios, ela está curada

viciook

Meu nome é Bethzaida e desde os 3 anos de idade sofri abuso sexual por parentes e conhecidos da minha família. Isso me causou grande trauma psicológico. Meu pai era alcoólico e, além de me levar para os bares, ele me dava bebidas alcóolicas. Esse foi o meu primeiro vício.

Aos quinze anos de idade fiquei grávida e fui mãe aos 16 anos. Tive que sair da escola e, por não ter condições econômicas de criar a minha filha, comecei a trabalhar em um boate como bailarina. Estive nesse local de trabalho por 6 anos. Lá me envolvi com drogas como ecstasy, ácido e mais bebidas alcóolicas, e as usava todos os dias para me prostituir e ganhar dinheiro.

Após um tempo, fiquei grávida outra vez e abortei. Conheci outro homem e engravidei novamente, então tive meu segundo filho. Mas esse rapaz me deixou por outra mulher. Então fiz uma cirurgia plástica para melhorar o meu corpo. Foi quando tive infecção e quase morri. Me deram comprimidos de morfina (heroína sintética), e assim me viciei na heroína, cocaína e metanfetamina.

Por isso, acabei sendo presa por traficar grande quantidade de comprimidos de morfina. Fiquei encarcerada por 5 anos, gastando com advogados para não ser condenada por 15 anos.

Com isso, perdi a custódia do meu filho e me afundei no submundo do crack, maconha e cogumelos por 10 anos. Depois comecei a trabalhar para um cafetino que me mandava vender o meu corpo a troco de drogas. Cheguei a me prostituir por 3 dólares ou somente em troca de drogas. Ele ganhava dinheiro com a prostituição e me dava drogas.

No total, foram mais de 20 anos de sofrimento, até que um dia um grupo da Igreja Universal tocou a porta da minha casa e me convidou a buscar o Deus Vivo. Então, fui para a Igreja e cheguei com tanta sede que, logo no primeiro dia, entreguei a minha vida ao Senhor Jesus e me batizei nas águas. E assim começou o meu processo de libertação. Participando da reunião, manifestei com demônios e, depois da oração de libertação, o bispo fez um desafio dizendo que se eu não estivesse liberta, ele deixaria de fazer o que faz e venderia bananas pelas ruas. Eu tomei a decisão e Deus me deu forças para lutar, fiz as correntes de libertação e segui perseverando. De repente, comecei a sentir nojo das drogas e as abandonei.

Hoje estou completamente livre de todos os vícios e posso dizer que existe cura para todos os vícios.

Graças a Deus!

Bethzaida – Fort Lauderdale – EUA

bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Carla Araújo Responder 9 Abril, 2015 às 16:24

É isso que Deus tanto deseja para o ser humano: Tirar a pessoa da escravidão em que ela vive. Mas somos nós que temos que dar o primeiro passo em aceitar a Sua ajuda, pois Ele age em parceria conosco. Eu faço a minha parte e Deus faz a dEle.