Mensagem

As muitas faces da ansiedade

Ansiedade = preocupação, inquietação, impaciência, desassossego, aflição, agonia, estresse…

“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?”

Mateus 6.25

A ansiedade é um sinal claro de que a vida ainda não foi entregue no Altar, em obediência à Palavra de Deus.

Saiba que, quando entregamos a nossa vida, junto com ela, entregamos também os nossos problemas. É claro que me refiro à entrega sincera e verdadeira. Só assim os problemas realmente estarão nas Mãos de Deus.

Da mesma maneira que devemos lutar para manter a vida no Altar, devemos lutar também para vencer esses problemas, mesmo estando nas mãos do Todo-Poderoso, porque nada é automático, mas, dessa forma, haverá PAZ.

A PAZ, que é um sinal da vida com Deus, existirá mesmo diante das muitas guerras que ainda serão enfrentadas.

Por outro lado, se a entrega não é verdadeira, a ansiedade permanecerá, e não vai funcionar falar: “Meus problemas eu entreguei, ou entrego a Deus”. Essas palavras serão apenas poéticas, mas não vão adiantar nada, absolutamente nada!

Mas não para por aí, como uma pessoa ansiosa conseguirá pensar nas coisas lá do Alto, e não nas que são aqui da terra?

Manter os pensamentos em Deus é uma das condições básicas para o recebimento do Espírito Santo. Porém, se mesmo recebendo orientações Divinas, a pessoa não conseguir deixar os pensamentos terrenos, nada será absorvido, fazendo com que o tempo passe e nada aconteça. Assim, com o passar dos anos, é inevitável que venha o desânimo.

Os poucos que estão entregues 100% no Altar, possuem PAZ, mesmo estando em meio de uma guerra.

Colaborou: Bispo Djalma Bezerra

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *