Mensagem

As vestes nupciais

Premiações e comemorações luxuosas. Tapete vermelho, decoração impecável e cardápio refinado. Os olhos das pessoas brilham ao verem as imagens das grandes festas realizadas mundo afora. A maioria daria tudo para poder participar delas. noiva

Mas sabemos que, para ser convidado, é preciso corresponder a uma série de requisitos, que envolvem reputação, vestuário e comportamento. Não basta ser uma celebridade, mas é preciso respeitar as regras estabelecidas para a festa. Se alguém não segui-las, ainda que tenha sido convidado, não entra – e, quando chega a entrar, não permanece.

São muitas as condições que devem ser apresentadas para participar das festas deste mundo. Mas, para participar da festa do Reino dos Céus, que é a maior de todas as festas, existe apenas uma exigência! A Bíblia mostra qual é e como funciona essa festa celestial:

Então, disse aos seus servos… Ide, pois, para as encruzilhadas dos caminhos e convidai para as bodas a quantos encontrardes. E, saindo aqueles servos pelas estradas, reuniram todos os que encontraram, maus e bons; e a sala do banquete ficou repleta de convidados. Entrando, porém, o rei para ver os que estavam à mesa,notou ali um homem que não trazia veste nupcial e perguntou-lhe: Amigo, como entraste aqui sem veste nupcial? E ele emudeceu. Então, ordenou o rei aos serventes: Amarrai-o de pés e mãos e lançai-o para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes. Mateus 22.9-13

Fica claro que a única e indispensável regra estabelecida pelo Organizador da festa é estar trajado com as vestes nupciais. Mas o que seriam essas vestes?

Sabemos que as roupas de uma pessoa dizem muito sobre ela, mas, acima de tudo, mostram a importância que essa pessoa dá a uma determinada ocasião. Sendo assim, o que mais Deus usaria para confirmar se alguém dá a devida importância à festa que Ele promove, além da sua fé? Logo, as vestes nupciais representam a fé que é manifestada.

Há quem chega até a porta da festa celestial, mas não consegue entrar. Há ainda aqueles que, como no exemplo dado pelo Senhor Jesus, até entram, mas não conseguem permanecer na festa. Isso acontece simplesmente porque esses dois tipos de pessoas não foram com fé.

Quem vai imbuído de fé e quem não vai pode até não ser distinguido pelos homens, mas é facilmente identificado por Deus. É como se um estivesse com traje de gala e o outro com roupas surradas. O primeiro, independentemente de ser bom ou mau, torna-se digno de participar da festa. Já o segundo, independentemente de ser bom ou mau, torna-se indigno de desfrutar da comemoração. Esse, ainda que consiga entrar, será identificado e removido rapidamente pelo próprio Organizador da festa.

O Rei convida a todos – absolutamente todos – para Sua grande festa que acontecerá no próximo domingo, dia 21 de junho. Uma festa tão reservada, mas, ao mesmo tempo, tão acessível.

Basta seguir uma única regra: ir trajado de fé. Todo aquele que atender à essa simples exigência desfrutará de um banquete diferente e superior a tudo o que este mundo pode oferecer.

E o melhor: esse banquete permanecerá disponível para ele todos os dias de sua vida! Mas, quem não for capaz de atentar para essa regra tão simples, ficará do lado de fora ou será expulso pelo próprio Rei.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

2 comentários

Valéria Maria Santana da Silva Bomfim Responder 18 Junho, 2015 às 20:05

muito forte. pura verdade. pois não só devemos está preparados salvos, para a grande festa do REI e não lutarmos para ganhar almas também. preciso urgentemente evangelizar pessoas como antes, que evangelizava em grupo e até cheguei a ser candidata a obreira e não perseverei. hoje tenho convidado, pela internet, pessoalmente, mas sei que preciso fazer melhor. que DEUS me use mais e mais aonde quer que eu vá em nome de JESUS CRISTO!!! AMÉM!!!

Carla Araujo Responder 18 Junho, 2015 às 20:09

Boa tarde.
As vestes nupciais representam a fé e essa fé têm de estar definida para assim a pessoa alcançar o seu objetivo. Fazer parte desta maravilhosa e grande festa é um privilégio.