Mensagem

Casamento à moda antiga em Israel

luz2

Parte 5 – ANTIGAMENTE: A NOIVA QUE ESPERA O NOIVO É CONSAGRADA

Enquanto o noivo preparava o quarto para a lua de mel, a noiva era considerada consagrada, separada ou “comprada por um preço”. Se ela saísse, deveria usar um véu para que todos soubessem que era comprometida. Durante esse tempo, ela se preparava para o casamento. Era de se esperar que a noiva tivesse guardado dinheiro durante toda a vida para aquele momento. Ela comprava cosméticos caros e aprendia a usá-los para ficar mais bonita para o noivo. Ela não sabia quando o seu noivo viria buscá-la; então, tinha de estar sempre pronta. Como era de costume os noivos virem buscar suas noivas no meio da noite, para “roubá-las”, a noiva precisava ter sua lâmpada e seus pertences sempre prontos. Suas irmãs ou damas de honra também ficavam à espera, mantendo suas lâmpadas preparadas em antecipação às festas tarde da noite.

JESUS CUMPRIU: A NOIVA QUE ESPERA O NOIVO É CONSAGRADA

Nós, o povo de Deus, somos consagrados ou separados, aguardando a vinda do nosso Noivo. Deveríamos estar gastando este tempo nos preparando para a vinda de Jesus. Jesus usou a parábola das dez virgens à espera do noivo para ilustrar a necessidade de estarmos atentos à Sua vinda.

“Então, o Reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. […] As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo. Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas. E, tardando o esposo, tosquenejaram todas e adormeceram. Mas, à meia-noite, ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro! Então, todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas. E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam. Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós; ide, antes, aos que o vendem e comprai-o para vós. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. E, depois, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, senhor, abre-nos a porta! E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir.” Mateus 25.1-13.

bispo macedo

Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *