Mensagem

Consciência

consciencia_cdaA falta de entendimento claro quanto ao sacrifício é o que tem feito muitos ficarem com uma vida muito aquém do que Deus tem projetado para o Seu povo.

E, enquanto a pessoa não mudar sua forma de entendê-lo e praticá-lo, ela será um fracasso, ainda que esteja por muitos anos na igreja.

Vejamos qual era a visão que Jesus tinha quanto ao sacrifício a ser feito:

“Agora, está angustiada a Minha alma, e que direi Eu? Pai, salva-Me desta hora? Mas precisamente com este propósito vim para esta hora. Pai, glorifica o Teu Nome. Então, veio uma Voz do céu: Eu já O glorifiquei e ainda O glorificarei.”

João 12.27,28

Essa consciência O fazia entender que mesmo sendo Deus Filho, Ele não poderia fugir ou dar um jeitinho para não sacrificar, pois era para isso que havia vindo. Ele sabia que o Projeto que tinha pedia o Maior de todos os sacrifícios! E, mesmo em grande angústia, sabendo por tudo que passaria, Ele glorificou ao Deus Pai indo para o Altar.

Não foi essa a mesma atitude de Abraão? Mesmo com angústia na alma, ele continuou sua caminhada até o Moriá.

Veja que a consciência da necessidade de sacrificar não deixa o sacrificante desistir nem olhar pra trás. É interessante notar que a Voz que bradou com Abraão dizendo: Agora sei que temes a Deus foi a mesma que, como trovão, agora disse: Eu já O glorifiquei e ainda O glorificarei.

Diante disso, creio que todos os que subirem ao Altar com essa mesma consciência do sacrifício, com certeza vão escutar a mesma Voz que bradou com Abraão e como trovão respondeu ao Senhor Jesus. Ninguém descerá do Altar igual!

Que Deus abra o seu entendimento para que o sacrifício seja perfeito!

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *