Mensagem

De quem eram aqueles ossos?

osso

Sem dúvida, a passagem bíblica em que Ezequiel é levado a um vale de ossos secos para profetizar a eles é uma das mais conhecidas (Ezequiel 37.1-14).
Nela há algo que nos chama atenção: De quem eram aqueles ossos?
Provavelmente, de judeus que foram mortos em uma batalha e sequer tiveram direito a um funeral dentro das tradições judaicas. Eles haviam sido derrotados!

Por outro lado, sabemos que o povo de Israel era invencível quando estava afinado com o Altíssimo. Enquanto estivesse na fé, era impossível derrotá-lo, por maiores que fossem os inimigos.

Diante disso, chegamos à conclusão de que eles se tornaram ossos secos porque deixaram de ouvir a profecia. Rejeitaram a voz da fé sacrificial, a voz de Deus. Mas como Deus é o Deus do impossível, a passagem nos faz entender que, por mais que a vida de alguém esteja destruída, ao receber a profecia, ela pode renascer das cinzas.

Aprendemos também que, o que ocorreu com os ossos secos, pode ocorrer na vida de uma pessoa no sentido oposto. Se ela deixa de ouvir a voz da fé e viver a fé sacrificial, pode ir caindo e perdendo o espírito, a pele, a carne, os tendões até se tornar ossos secos.

Muitas pessoas um dia chegaram à igreja destruídas e, por terem exercitado essa fé, conquistaram, deram testemunho, mas com o tempo esfriaram, consideraram que haviam conquistado pelo próprio braço e passaram a perder, até voltarem ao vale de ossos secos. Por isso, a fé deve ser constante e o sacrifício diário!

De qualquer maneira, sabemos que independentemente da situação que alguém possa estar vivendo, a fé nas profecias tem o poder de trazer à existência tudo aquilo que ainda não existe. É essa fé que estaremos vivendo no dia 11 de maio, em todas as Igrejas Universal.

ClodomirSantos2

bispo macedo
Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *