Mensagem

Depoimento de uma jornalista de Londres

jornalista_londresEu fiz questão de ir à reunião do bispo Formigoni. Eu queria ver com os meus próprios olhos se era verdade que ele fazia a pessoa desistir do vício ali na hora, na frente de todo mundo.

Queria vê-lo prometer comer a Bíblia se o vício não fosse embora. Parte de mim queria acreditar que aquilo era verdade, mas parte de mim queria ver se ele cumpriria a promessa de comer a Bíblia. E o que vi não foi só uma reunião forte e impactante.

jornalista_viciosEu tive a oportunidade de ver nos olhos daquelas pessoas a esperança e o sentimento de liberdade de se livrar de algo que desgraçou suas vidas por tanto tempo. Eu senti arrepio, vibrei e até me emocionei.

Espero que todas as pessoas do mundo que possuam algum vício tenham a oportunidade de conhecer esse trabalho que tem ajudado tanta gente.”

Fernanda Aventurato / Supervisora de Televisão

O depoimento dessa jornalista ocorreu após o Tratamento para Cura dos Vícios, realizado no último dia 27 pelo bispo Rogério Formigoni, em Londres.

No evento, mais de 2 mil pessoas compareceram ao Teatro Rainbow com o objetivo de se tornar totalmente livres das drogas ou lutar por um familiar viciado. O vício é qualquer hábito repetitivo e degenerativo que envolve não somente substâncias, mas também comida, Internet ou jogos, por exemplo, como explicou o bispo Formigoni na ocasião.

Embora o Reino Unido seja uma das maiores potências econômicas mundiais, está em 7º lugar no ranking dos países que mais consomem maconha, de acordo com o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (LENAD), realizado pela Universidade Federal de São Paulo – Unifesp. Além disso, todos os anos milhares de pessoas no país morrem por causa do vício em cocaína, heroína, ecstasy e uso indiscriminado de drogas legais, como antidepressivos.

Diante de um quadro tão alarmante, cresce cada vez mais o número de pessoas em busca de ajuda médica, no entanto, isso não é suficiente quando a questão é espiritual, como é o caso dos vícios. Por essa razão, a Universal trabalha não apenas para libertar toxicômanos, mas também para orientá-los a não mais voltarem para o mundo da dependência – seja ela qual for. Por isso, o bispo Formigoni, que da mesma forma sofreu com esse problema, revelou que a pessoa só fica curada definitivamente do vício quando o espírito causador dele é expulso.

O bispo Randal Brito, responsável pela Igreja Universal no país, também levou as pessoas a entender que, além de arrancar o espírito do vício, é preciso preencher-se com a presença do Espírito de Deus.

Assim, do mesmo modo que Fernanda, no início da matéria, teve a opinião mudada após ver a real libertação das pessoas na reunião, muitas outras viram que o que sabiam acerca dos vícios não condizia com a realidade exposta na reunião. Este foi o caso de Dreduela, que pensava não haver cura para os vícios e que a reabilitação era muito difícil. “Pude ver diante dos meus próprios olhos pessoas que sofriam com vícios durante muitos anos serem libertas em questão de minutos. Foi surpreendente ver a fé trazer esperança a pessoas que jamais haviam posto os pés numa igreja”, concluiu.

Venha participar no Tratamento contra os Vícios, domingo, pelas 15H, no Cenáculo do Porto!

Cenáculo do Espírito Santo
Porto, rua Egas Moniz, 485
Em frente ao Quartel Militar da Constituição

Colaborou: Bispo Rogério Formigoni

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

2 comentários

michelle Responder 3 Abril, 2016 às 15:01

Essa reunião é a esperança de muitas familias que tem sofrido com um parente nos vicio.

michelle Responder 3 Abril, 2016 às 15:01

Essa reunião é a esperança de muitas familias que tem sofrido com um parente nos vicio.