Mensagem

Eu irei a ela…

A maneira como reagimos aos problemas mostra a nossa condição espiritual e também qual tem sido a nossa prioridade. bebe

Não são as muitas conquistas que nos livrarão das aflições que teremos, mas sim o saber em Quem estamos crendo.
Quando há o batismo com o Espírito Santo, não resta a menor dúvida.

Por isso, não vai ser um problema, por maior que seja, que irá comprometer a nossa Salvação.

Davi era um homem de conquistas e acostumado a vencer sempre.
Um dia, seu filho adoeceu gravemente, e ele buscou a Deus pela criança. Jejuou e passou a noite prostrado em terra, e mesmo assim ela morreu.

Quando ele soube, se levantou, se lavou, se ungiu, e entrou na Casa do Senhor e adorou; e depois se alimentou. Essa maneira de agir, causou espanto aos seus servos, e Davi disse:

Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o Senhor Se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu IREI a ela, porém ela não voltará para mim.

2 Samuel 12.22,23

A criança estava morta fisicamente, mas viva espiritualmente. Ela estava com Deus.

E Davi estava deixando bem claro que aquela situação não iria comprometer a sua Salvação, porque ele também, um dia, estaria com Deus.

Eu conheci uma senhora que havia perdido o marido, marido esse que ainda que tenha morrido fisicamente, talvez não tenha morrido espiritualmente. Mas a esposa, mesmo viva, estava morta espiritualmente por causa da perda do marido. Ou seja, o marido era tudo para ela, era a sua prioridade.

O filho de Davi era importante, mas não mais importante que a sua Salvação.

Uma vez a Salvação sendo o mais importante para você, nada, absolutamente nada, poderá comprometê-la.

Colaborou: Bispo Djalma Bezerra

Bispo Edir Macedo
bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *