Mensagem

Fé, paciência e tempo

Todo mundo tem paciência para semear e esperar o tempo da colheita; paciência para esperar o salário no final do mês; paciência para esperar o filho nascer; paciência para terminar os estudos; enfim, paciência para tudo o que requer paciência. Mas quando envolve as Promessas de Deus, há quem viva ansioso.

Pessoas envolvidas com a fé emotiva não conseguem ser pacientes diante dos desafios para aguardar o momento certo.

A fé emotiva é cega. Ela retira a pessoa da realidade e a empurra para ouvir a voz do coração. Quem vive a fé emotiva dá atenção às coisas que se veem. Suas decisões são tomadas no coração. Suas escolhas são feitas na base da emoção, de acordo com os sentimentos. Gente assim é como a criança inocente, bobinha, fácil, fácil de ser enganada. É “maria vai com as outras”… Uma bala, um docinho, chocolate, chocalho, qualquer coisa colorida é capaz de atrair seus olhos e fazê-la aceitar no coração.

Esse tipo de fé comportamental tem jogado suas vítimas no covil dos leões do comércio, dos vícios e tudo o mais atrativo deste mundo vil. Transformam-nas em consumidoras compulsivas, capazes de comprar até o desnecessário e se encalacrarem de dívidas por nada. A fé emotiva é mais mortífera do que formicida. Ela é a principal responsável pelo suicídio.

Por conta disso é que o Espírito Santo tem advertido:

“…não deem atenção às coisas que se veem, mas às que se não vêem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.”

2 Coríntios 4.18

Quem anda na base do que vê faz escolhas no coração e não no intelecto. Não agrada a Deus e, o pior, nunca fica livre.

Agrada a Deus quem vive pela fé na Sua Palavra. Não se trata de vida religiosa. Andar na fé é andar de acordo com as Palavras pronunciadas pela boca de Deus e escritas na Bíblia Sagrada. Estas são verdadeiras e eternas. Como alguém que vive na base da emoção pode atentar para as coisas invisíveis? Impossível! Para se atentar às coisas invisíveis é necessário ser espiritual. Precisa andar em espírito. Isto é, andar pela fé racional.

“Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.”

Hebreus 10.35,36

Não adianta tentar ter paciência se ainda não fez a vontade de Deus. Não adianta esperar a promessa e manter o coração cheio de mágoa do marido. Ou esperar a promessa olhando todo mundo com maus olhos. Só se alcança a promessa depois de ter feito a vontade de Deus.

Então, para saber qual é o próximo passo a ser dado, use o intelecto e responda: em relação àquilo que você quer, você já fez a vontade de Deus? Se não sabe qual é a vontade de Deus, é por aí que deve começar. Pergunte a Ele e analise os textos bíblicos para saber o que precisa obedecer. Se já sabe, mas ainda não fez, faça. Se já sabe e já tem feito a vontade de Deus, sua necessidade agora é paciência para alcançar a promessa.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *