Mensagem

Hector

hector-11

Meu nome é Hector Luan, tenho 25 anos. Nasci em um lar conturbado, meus pais eram viciados na bebida e cigarro, e quando eu tinha 7 anos de idade, uma pessoa evangelizou minha mãe para ir à Universal no Pará. Ela começou a frequentar e em seguida nós fomos. Após um ano, minha irmã de 19 anos cometeu o suicídio, e após 4 meses, minha mãe faleceu, segundo o diagnóstico, de diabetes.

Meu pai nos espancava diariamente, tinha amantes, ficava dias fora de casa, um lar totalmente destruído. Uma voz me falava constantemente para que eu fizesse uso das coisas da minha irmã (roupas, acessórios, maquiagem etc.), após a sua morte. Depois de um mês, meu pai colocou uma de suas amantes para morar conosco, eles faziam festas e traziam parentes dela para dentro de casa. Certa madrugada, um dos irmãos dela tentou abusar de mim, assim como também o meu vizinho várias vezes também tentou até os meus 10 anos.

Aos 14 anos, fui morar com meus padrinhos e assumi uma forma feminina, pois eles me aceitaram do jeito que eu queria ser. Me tornei Sabrina e exigia o reconhecimento das pessoas. Meu pai não me aceitou e queria me bater no meio da rua. Ainda no Pará, comecei a vender meu próprio corpo, e já tinha corpo de mulher.

Vim para São Paulo, aos 17 anos, com intuito de ganhar dinheiro vendendo meu corpo. Total enganação, até ganhei muito dinheiro dos 17 aos 20 anos, porém dentro de mim havia um vazio que nem bebida, homens, mulheres ou todo o dinheiro que ganhava me satisfazia, tanto que, quando chegava à noite, me trancava no meu apartamento, me drogava e bebia, chorando sozinho, sem amigos, parentes ou qualquer tipo de carinho. No outro dia acordava sem dinheiro e ainda vazio, e aquela vida continuava todos os dias. Muitas vezes quando não conseguia bebida, eu tomava álcool de posto.

Na cidade de Campinas-SP, conheci o crack, ali foi o meu fundo de poço, perdi minha “beleza” (a qual usava para fazer os programas), e minha saúde, cheguei a pesar 59kg, já não era tão requisitado como antes, e tentei o suicídio por várias vezes. Em uma festa rave bebi muito e fui internado em coma alcoólico. Tentei me matar pulando de um viaduto, foi quando dois moradores de rua tentaram me pegar a força, pensando que eu era uma mulher, e me impediram de me matar, depois fomos fumar crack juntos. Morei debaixo de uma ponte, ali arrumei um namorado, também mendigo.

Numa noite, depois de tanto me drogar, vi um vulto que me perturbava, já estava há 15 dias sem dormir e comer, quase sofri um acidente no 3° andar de uma construção abandonada. Naquele momento joguei a droga fora e olhei para o céu, nessa noite estrelada me lembrei de Deus, e orei: “Se o Senhor mudar a minha vida, eu largo tudo e vou procurar o melhor”.

Depois de uma semana, apareceu um senhor nessa construção, eu estava bêbado e drogado junto com meu ex-namorado e um amigo dele, e esse senhor me viu e disse que eu era “a única sincera”, e me perguntou se eu queria mudar de vida, eu disse: “Não sei como, mas eu quero, e se eu tiver essa chance, vou agarrar com unhas e dentes”.

No sábado, ele nos trouxe para Diadema-SP, vi a Universal do bairro 7 de Setembro, e eu disse: “ali eu não entro!!”. No domingo, às 15h, eu estava lá dentro, como Sabrina, na primeira cadeira. Voltei na segunda e na terça-feira, me libertei de tudo, todos na igreja se assustaram ao saber na quarta-feira, quando voltei já como Hector, que a Sabrina que chegou no domingo, na verdade era o Hector. Depois desse dia, nunca mais voltei à vida errada. Larguei as drogas, me libertei da homossexualidade, prostituição, depressão, desejo de morrer, e o vazio que sentia foi preenchido pelo Espírito Santo, que me transformou por completo e me tornou um novo homem, 100% feliz.

Hector Luan

MarcelloBrayner

bispo macedo

Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sem comentários

Marcella Responder 30 Março, 2014 às 20:35

Eu söu uma amiga dele desde Barcarena e sei que parte da Histöria aqui cöntada e Vdd.
Eu viajei mörö na Alemanha, mas sempre busquei saber dele , mas niguem sabia me införmar aö certö. ate nöticias de Mörte q ele teria sidö assacinadö pör cönta de divida cöm Drögas tive! se quem ler esta mensagem e transmitir a ele, seria grata. Pöis ficö muitö feliz em saber que ele estar vivö e estar muitö bem.. pelö menös naö föi mais um a mörrer pör cönta da escölha errada…