Mensagem

Livre do hinduísmo

hindu_

Meu nome e Sasikala, tenho 22 anos e moro em Chennai, no Sul da Índia.

Antes de chegar à Universal, sofri com vários problemas espirituais, como desejos de suicídio, depressão, medo, complexo de inferioridade e muita raiva. Eu costumava chorar todos os dias, sem motivo algum.

E tudo isso começou a afetar minha família. Eu já não tinha mais vontade ou qualquer interesse por meus estudos, não tirava boas notas e isso decepcionava os meu pais, pois eles sempre investiram muito na minha educação.

Quando tudo estava indo de mal a pior, meu pai, que era muito hindu, começou a me levar para os templos, a fim de que eu viesse a ter sucesso nos meu estudos e ficasse livre de todos aqueles problemas.

Eu me lembro de que foram vários os tipos de sacrifícios que tive que fazer para os deuses, assim também como jejuns e “poojas” ou puja (ritual religioso hindu para mostrar a fé, respeito e dedicação aos deuses). Um dos mais difíceis foi o sacrifício de andar pelo fogo, e eu fiz com o objetivo de que todo aquele sofrimento acabasse.

Porém, nada disso funcionou, pelo contrário, eu passei a ser possuída por espíritos malignos que diziam que me libertariam de todo aquele mal. Mas eu comecei a falhar em todos as provas que eu fazia, a minha situação só piorava, eu me odiava e os pensamentos de suicídio só aumentavam. Foi quando pensei comigo mesma: “Eu não sou capaz nem ao menos de viver”.

Decidi que tinha que parar meus estudos, pois não tinha prazer em nada, me isolava de todos na escola e era muito triste. Aquela depressão só aumentava e eu comecei a me sentir um fardo para minha família, apesar de saber que eles me amavam.

Foi quando eu tentei o suicídio pela primeira vez tomando veneno, mas parece que a quantidade ingerida fez com que eu apenas me sentisse mal. No dia seguinte, pela segunda vez, eu tentei o suicídio tomando um outro tipo de veneno para matar insetos, mas também não cheguei a óbito.

Não contente com o fato de haver falhado, pela terceira vez decidi acabar com minha vida tomando 17 pílulas para dormir, depois de alguns minutos comecei a passar mal, avisei minha mãe o que havia feito e logo tudo escureceu. Fui levada às pressas para o hospital, fui medicada, mas estava com a pressão muito baixa e a pulsação quase parando.

Cheguei a ser levada a três hospitais, pois os médicos não queriam que eu viesse a falecer nas mãos deles. Após ser medicada, voltei para casa, já sem esperança por parte de meus pais, pois com a reação dos médicos, a minha morte era a única coisa certa.

Foi quando a minha tia, ao visitar a Universal no centro da cidade, nos falou desta igreja que fazia trabalho de libertação e pediu que me levassem até lá.

Minha família, muito hindu na época, não hesitou em me levar, pois eles já estavam cansados de buscar uma solução para mim.

Ao chegar na igreja, eu estava muito fraca e debilitada. Minha mãe contou toda a situação para o pastor que logo fez uma oração forte sobre minha cabeça, ali tudo nos foi revelado, havia um espírito maligno dentro de mim causando todos aqueles problemas e que queria tirar a minha vida.

Meus pais resolveram me levar à Universal por mais vezes, comecei a participar todas às sextas-feiras das reuniões de libertação, e logo vimos que aquele problema também acontecia com outras pessoas.

Entendi que tinha que lutar pela minha libertação e foi justamente isso que fiz. Ao participar de todas as reuniões, as sextas e também aos domingos pela manhã, comecei a ver uma mudança na minha vida.

Hoje estou liberta de todo aquele mal, me batizei nas águas, participei do Jejum de Daniel, pois entendi a importância do Espírito Santo na minha vida, e fui selada como o Espírito de Deus.

Vivo bem com minha família, somos muito felizes, já não sofro com nenhum daqueles problemas, estou terminando a minha faculdade de engenharia eletrônica este ano.

Hoje sou perseguida por parte de alguns colegas na faculdade, e inclusive professores. Minha família também sofre perseguição pelo fato de termos nos convertidos, porém não abrimos mão de nossa fé por nada.

Quero que outras pessoas conheçam o Verdadeiro e Único Deus que existe, o SENHOR JESUS CRISTO.

Colaboração: Pastor Edward Costa

bispo macedo
Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

João Marques (Portugal) Responder 8 Abril, 2014 às 9:06

O religiosos não é acomodado, ele é bem ativo, mas as suas práticas (algumas com aparência Bilbica) estão fora do contexto Biblico.
Estas práticas deixam a pessoa vacinada contra a Palavra de Deus.
Esta moça foi ajudada, mostraram-lhe a verdade, ela aceitou, praticou e venceu.