Mensagem

Loucas!

Loucas

“E, tardando o Esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram. Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o Esposo, saí-Lhe ao encontro!”

Esse clamor não seria o clamor daqueles que quando Jesus voltar ficarão por sentir na pele a dor de um dia terem rejeitado a fé nEle? Você pode imaginar os aviões sem pilotos, os trens sem maquinistas, carros sem os motoristas, um verdadeiro caos. Somado a isso as mães sem seus filhos, mulheres sem seus maridos, e vice-versa, e parentes tomando conhecimento que uma parte de seus familiares desapareceram. Com certeza, todos esses acontecimentos geram um clamor.

Acredita-se que as virgens loucas eram de Deus por terem tido a oportunidade de ter o azeite, mas a fonte secou, e elas não tiveram o cuidado de manter a fonte jorrando. Com o passar do tempo, elas relaxaram na fé e a fonte secou. E elas clamaram, e o clamor delas se juntou com aqueles que rejeitaram Jesus.

Por exemplo, uma senhora, membro da igreja, foi visitar um parente que está em estado terminal no hospital. Quando ela falou de Jesus para esse familiar, ele disse para ela, no momento da morte, que não precisava de Jesus. Ela falou isso com ele pela manhã, e à tarde ele morreu. Ele rejeitou Jesus. Isso é triste, porém, mais triste ainda é a pessoa que esteve com Jesus um dia, mas O rejeitou, virando as costas para não segui-lO mais.

Jesus nunca chamou de loucos os incrédulos que O rejeitaram. Mas, as cinco virgens que um dia tiveram o azeite e não se preocuparam em sempre tê-lo, Jesus chamou de loucas.

Colaborou: Bispo Romualdo Panceiro

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Maria do Carmo Responder 14 Junho, 2016 às 23:41

Temos como lição, que, não basta so irmos a igreja ,mas , termos que nos consagrarmos a Deus , pedir perdão etc . Só assim manteremos nossa lâmpada acesa.