Mensagem

Mistura perigosa

mistura

Existem certas misturas que são altamente prejudiciais para nós.

Quando fazemos uma combinação não aconselhável de certos alimentos com medicamentos, ou até mesmo entre produtos químicos, o resultado é desastroso. Cada um desses elementos, em si, não faz mal algum – pelo contrário, alimentos, medicamentos e produtos químicos nos auxiliam de diversas formas, e são essenciais em nossas vidas – mas o perigo está na combinação entre eles.

Assim é a fé e o sentimento. Em sua essência, nenhum deles é prejudicial. Que mal há em acreditarmos em algo que não vemos ou em sentirmos alegria? Mas o problema está na mistura desses dois elementos. Quando eles se fundem dentro de alguém, os resultados são os piores possíveis.

A fusão entre fé e sentimento leva as pessoas a agirem de forma irracional, tomando más decisões que irão destruí-las com o passar do tempo. O efeito destrutivo dessa mistura é justamente assim, a longo prazo.

Ela é doce no paladar, mas corrói o estômago. No início, assemelha-se a algo especial, santo e puro, mas, quando os resultados começam a surgir mais tarde, mostram que é justamente o contrário. Na verdade, fé e sentimento, juntos, formam algo desprezível, diabólico e altamente prejudicial.

Na prática, essa mistura faz com que seus portadores dependam de sentir ou deixar de sentir algo para crer nas coisas de Deus, ou seja, faz com que a fé deles deixe de ser fé. E, sem a fé pura, é impossível ter qualquer ligação com Deus, porque, conforme está escrito: …sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe… Hebreus 11.6.

Não podemos nos ligar a Deus nem agradá-Lo por meio do nosso coração. Logo, quem tem a sua fé anulada pelos sentimentos, não tem nada a ver com Deus, tampouco O agrada – por mais que aparente ou ache o contrário.

As pessoas que se embriagam constantemente dessa mistura perigosa tornam-se débeis, inconstantes e indefinidas. Esses são cristãos nas horas boas e afastados nos momentos ruins; fortes quando tudo está em seu favor e fracos nas adversidades; fervorosos nos louvores e frios na confiança e obediência para com Deus. E, a todo tempo – seja dentro ou fora da igreja – são pessoas perdidas: não conseguem enxergar quem são nem para onde estão indo.

Se você tem sido controlado pelos efeitos dessa mistura, ainda há tempo para se livrar dela. E eis a oportunidade: a partir de agora, ignore suas emoções e viva a fé genuína – a fé sem mistura –, que não depende de sensações para crer e estar bem.

Decida viver pelo que está escrito, em vez de continuar vivendo por aquilo que seus sentidos conseguem processar. E, se você tem sido atraído pela propaganda enganosa dessa mistura, sequer experimente o primeiro gole. Ele é forte o suficiente para viciá-lo, e suave o suficiente para conduzi-lo ao inferno, enquanto você pensa que está trilhando o caminho para o céu.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *