Mensagem

Não é bom que o homem esteja só…

Creio que, quando disse isso, o Senhor estava pensando no que significaria fazer outra criatura para completar a primeira. Apesar de ambos terem sido criados com perfeição, ainda assim, sem a parceria seriam incompletos.

O matrimônio tipifica a aliança do Criador com a criatura. O homem representando o SENHOR e a mulher a Sua Igreja.

“Como o homem deixará seu pai e mãe e se unirá a sua mulher, e, com sua mulher, serão os dois uma só carne. De modo que já não são dois, mas UMA só carne.”Marcos 10.7,8

Ao assumir uma aliança com Deus, o ser humano e Deus se tornam um só Espírito. Da mesma forma, quando há união do homem com a mulher, os dois se tornam uma só carne.
Portanto, a criatura humana foi feita para assumir dois casamentos: o primeiro, do espírito humano com o Espírito de Deus, resultando UM Espírito com Ele.

O segundo, entre a alma dele com alma dela, resultando uma só carne.

“Mas aquele que se une ao Senhor é UM Espírito com Ele.”I Coríntios 6.17

De acordo com o Eterno, o casamento é a união mais sagrada na face da Terra porque dá início à Família, que, por sua vez, representa o Casamento com Deus, iniciando assim a Santíssima Família de Deus.

Quer dizer: o casamento do ser humano tem de ser um espelho do casamento com o Deus Altíssimo.

O SENHOR considera os Seus como Marido. Ou seja, Redentor, Provedor e Protetor.

Porque o teu Criador é o teu marido; SENHOR dos Exércitos é o Seu Nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; Ele é chamado o Deus de toda a Terra. Isaías 54.5
O recebimento do Espírito Santo significa o Selo do Casamento com Deus.

Mas esse casamento depende da entrega total da criatura humana.
O Selo de Deus só é possível após a entrega da outra parte com todas as suas forças, de todo o seu entendimento e de toda a sua alma.
Não tem jeito: quem quiser se casar com o Todo-Poderoso tem que se divorciar do mundo. Do contrário, nada feito.

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *