Mensagem

Não vos conheço

conheco

Não sei até que ponto muitos que se dizem cristãos são realmente discípulos do SENHOR.

Mas uma coisa sei: a qualidade da semente é provada pelo seu fruto, da mesma forma como a qualidade da oferta resulta na qualidade da vida cristã. Boa semente, bons frutos. Má semente, maus frutos. Que os ofertantes são avaliados pela qualidade de suas oferendas. Disso não há a menor dúvida.

O bacana é que a oferta elimina o fator mérito. Ninguém precisa merecer para ser abençoado. Cada um é abençoado pelo tipo de sua dedicação no Altar. Da forma como se entrega, se recebe. Há liberdade para se ofertar do jeito que quiser. Contudo, receberá na mesma medida que se der (Lucas 6.38). Ninguém pode fugir disso.

Na parábola das dez virgens, aparentemente, todas estavam preparadas aguardando o esposo; todas eram virgens (sem pecado) e reuniam as mesmas condições espirituais. Mas, quando ouviu-se o alerta da vinda do esposo, a oferta de cada uma falou mais alto. Uma metade entrou, enquanto a outra metade ficou para trás. E ao clamor das loucas, o SENHOR respondeu: Não vos conheço.

O Senhor Jesus disse: pelos frutos se conhece a árvore. Do alto as árvores parecem iguais. Mas, ao tomar os seus respectivos frutos, logo se constata a diferença. O mesmo se dá com os cristãos. Aparentemente, todos são “convertidos” e todos são “salvos”. Mas quando se avalia suas atitudes, oferendas ou comportamento social, tem-se a realidade da fé de cada um, porque a oferta é testemunha do ofertante. Seja para sua defesa, seja para sua acusação. Não há como escapar disso.

A oferta de cada um revela o caráter de cada ofertante; revela seu interior fingido ou sincero; prova sua fé, seu amor, sua consideração e, sobretudo, seu temor para com o Único Deus Altíssimo. Portanto, pelos frutos se conhece a árvore. Pela conduta do cristão se conhece o tipo de cristão que ele tem sido.

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz maus frutos. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

Mateus 7.17-20

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *