Mensagem

O Milagre da Multiplicação

O que mais existe são pessoas que se perguntam: “O que fazer, pois o que vem às minhas mãos, por ser tão pouco, não é o suficiente para atender às minhas necessidades?”

Isso é dito não só por pessoas que ganham pouco, mas também por aqueles que, aos olhos de muitos, ganham bem. O que recebem mal dá para si, quanto mais para atender às necessidades dos que estão à sua volta. Às vezes, todas as pessoas da casa trabalham e, ainda assim, juntando o salário de todos, não se tem nada. multiplicacao_post

Mas essa não é uma situação nova, estamos falando de um problema antigo. Então, como resolver de uma vez por todas esse problema de miséria?

Olhe a luz que o Senhor Jesus deu quando uma multidão de mais de 5 mil pessoas no deserto não tinha o que comer:

Então, Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com Ele, disse a Filipe: Onde compraremos pães para lhes dar a comer? Mas dizia isto para o experimentar; porque Ele bem sabia o que estava para fazer.

Respondeu-Lhe Filipe: Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço. Um de Seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, informou a Jesus: Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto que é para tanta gente?

Disse Jesus: Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam.

E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos Seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido. João 6.5-13

Ao ser questionado, Filipe respondeu ao Senhor Jesus dizendo que o que tinham não seria o suficiente para todos. E não é essa a sua situação?

Porém, quando foi colocado nas mãos do Senhor Jesus o que eles tinham, Ele multiplicou extraordinariamente, de forma que todos comeram com fartura e sobrou em abundância.

Se o povo houvesse sido dispensado, e cada um tivesse que comprar pelo caminho ou ainda esperar para chegar à sua casa para ter comida, mesmo assim eles não teriam comido tanto quanto comeram no deserto.

Entendemos que o Senhor Jesus estava dizendo assim para os discípulos: “Olhe o que vocês devem fazer quando uma pessoa colocar as ofertas no Altar. A obrigação de vocês é levantar aos céus e multiplicar, porque vocês receberam a autoridade para curar, libertar, ministrar o batismo com o Espírito Santo e também para multiplicar, e o lugar não faz nenhuma diferença, pode até ser o próprio deserto”.

Portanto, basta alguém ir a uma Universal agora, procurar um homem de Deus e dizer a ele: “Eu vim aqui para o senhor multiplicar”. E ele vai fazer, pois tem unção para isso.

Deus os abençoe muito mais!

 

Colaborou: Bispo Romualdo Panceiro

Bispo Edir Macedo

bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

2 comentários

prado Responder 24 Outubro, 2014 às 21:32

Amem

Luis Prenda Responder 25 Outubro, 2014 às 1:41

Poderia dizer uma satisfação espiritual em que a obra de Deus tornou-se verdadeira, isto é dois pães e dois peixes surgiram tantos para alimentar todos…