Mensagem

Ordem do Senhor ao Seu exército

chiapas

Disse Jesus: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura.” Marcos 16.15

A Universal no México visitou uma zona indígena no estado de Chiapas (um dos estados mais pobres do México, situado na fronteira com a Guatemala), uma comunidade chamada Romerillo, onde seus moradores, em sua maioria, não fala espanhol, e sim a língua nativa, o Tzotzil.

Eles padecem com muitas carências, como pobreza extrema, desnutrição e falta de recursos em geral, além de discriminação por serem indígenas.

Essa comunidade tem 1.320 habitantes e a prática da bruxaria é muito comum nessa área, pois vem da tradição pré-hispânica dos povos maias no México.

Os moradores de Romerillo receberam a visita da Universal com muita alegria, músicas e roupas tradicionais da sua cultura.

A Universal levou mais de duas toneladas de alimentos, e vários computadores foram doados à escola local. Até então, essa escola só tinha um computador para 300 crianças.

Sobretudo, realizamos orações pelas pessoas, levando o Evangelho para este povo esquecido pela sociedade e que sofre por não conhecer a Deus e viver na base das tradições herdadas.

Um dos casos mais graves atendidos foi de um menino de 2 anos, Armando Jiménez, que estava quase morrendo nos braços da mãe e pesava apenas 8 quilos.

Contudo, a família não levou a criança ao hospital devido aos costumes e tradições, e o mantinha num quarto rodeado de muitas velas acesas e galos mortos.

Desesperada, a família permitiu que se fizesse uma oração de fé pelo menino, mas além de ter um problema espiritual, ele também apresentava um quadro de desnutrição e desidratação severa.
Visto que fazia três semanas que sofria de diarreia, a criança estava pele e osso.

Com muita dificuldade, a família permitiu que a criança fosse levada ao hospital, porque a tradição deles dizia que só depois de cinco dias após os rituais de curandeirismo ela poderia sair de casa, mas pelo estado em que se encontrava, não sobreviveria um dia a mais, tanto que quando demos entrada no hospital, o próprio médico afirmou que o garoto estava num estado gravíssimo e com alto risco de morte.

Pela fé, o menino não morreu e começou a se recuperar, toda a família pôde ser evangelizada e comprovar que pela fé no Senhor Jesus não há nada impossível.

Como agradecimento pela ajuda humanitária e palavra de fé, a comunidade nos vestiu com roupas típicas tzotziles, roupas que são, para eles, uma espontânea expressão de honra a alguns poucos visitantes.

Porém, a maior ajuda que a Universal deu a essa comunidade (como em muitas outras no México) não foram os alimentos nem as coisas materiais, mas levar as pessoas a saber que existe um Deus vivo e que não tem nada a ver com o sofrimento daqueles que vivem apegados às suas tradições e costumes. Ao contrário, Ele, como Pai, quer o melhor para os Seus filhos, mas respeita a decisão de cada um.

bispo macedo

Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *