Mensagem

Para que ser rico?

Para-que-ser-rico

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa…”

Mateus 5.14,15

A nossa luz tem que estar no alto, onde ela pode resplandecer e, consequentemente, todos possam ver. Mas, que luz é essa? Onde está a luz daqueles que servem a Deus?

    1. Não, não está na religião que professa ou na denominação a que pertence. Essa luz resplandece, ela não é falada por meras palavras.
    2. Não, não está nas boas obras que você faz, pois antes delas, a luz resplandece – leia o versículo novamente. Primeiro a luz resplandece para depois os homens poderem ver suas boas obras.
    3. Não, não está no seu interior. Para as pessoas a verem, ela precisa acontecer no exterior, pois o nosso interior não pode ser visto pelos homens, só por Deus.

Então, que luz é essa que resplandece?
Ora, olhemos para a luz que resplandeceu na vida de Abraão. Em nenhum momento lemos na Bíblia que ele falava de Deus para as pessoas, ou que era um homem envolvido em obras sociais. O próprio caráter de Deus nele só podia ser visto por aqueles que o conheciam, portanto, como é que a sua luz resplandeceu tanto em sua época e continua resplandecendo na nossa?

A vida de Abraão chamava atenção.

Começando pela sua vida amorosa. Abraão era bem casado. Mesmo inicialmente não tendo filhos, Abraão era fiel a Sara e a amava extremamente. A Bíblia relata que Sara era linda e respeitava o seu marido a ponto de chamá-lo de “senhor”.
Abraão foi um homem próspero, mesmo no meio do deserto, como peregrino por muitos anos. Antes mesmo de ter um descendente, ele já prosperava. Seus servos o serviam de bom grado.

Ele era um homem cheio de saúde, e, mesmo com a idade avançada, liderou um pequeno exército de 318 homens e venceu a guerra contra quatro reis.

A vida de Abraão era uma luz que resplandecia no monte, só não via quem não queria ver. Foi assim que as pessoas começaram a querer enxergar quem era Abraão… Quais eram as suas boas obras… Quem era o seu Deus.

Se Abraão fosse evangelizar um enfermo naquela época, o enfermo iria se sentir honrado de recebê-lo em sua casa… Tudo que pudesse vir da boca dele vinha com o crédito da vida que ele possuía.

O mesmo não pode ser feito por muitos que servem a Deus hoje. Falam de Deus, fazem boas obras, mas sua vida não tem resplandecido… Por isso, poucos enxergam suas boas obras, e mesmo assim, muitas vezes nem esses lhes dão ouvidos.

Se você não é um cristão feliz no amor, próspero e saudável, ainda não conheceu a vida abundante que o Senhor Jesus trouxe para aqueles que O aceitam. Você pode ter o Espírito Santo, fazer várias obras sociais, ser um obreiro ativo na Obra de Deus, mas a sua vida ainda não O serve.

Quer servir a Deus? Quer falar dEle? Quer que Ele seja glorificado?
Sirva-O com o seu testemunho. Deixe sua vida falar dEle por você.
E, se por acaso você não se convenceu disso, então OBEDEÇA À ORDEM DO DEUS ALTÍSSIMO quando diz:

“OLHAI PARA ABRAÃO, vosso pai, e para Sara, que vos deu à luz; porque, sendo ele só, o chamei, e o abençoei e o multipliquei (O FIZ RIQUÍSSIMO).

Isaías 51.2

PARA QUE ENTÃO…

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos Céus.

Mateus 5.16

Colaborou: Cristiane Cardoso

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Nora Responder 4 Julho, 2016 às 19:36

Así es siempre tuve bien claro en mi mente que el mejor testimonio es mi propia vida ,las palabras no le sirven a las personas para evangelizar las, de fe en fe de lucha en lucha para mostrar en mi vida el testimonio solo para glorificar a mi dios!!!!!