Mensagem

"Parecia impossível eu mudar…"

Ross_Bennett

Não espero ganhar popularidade por postar isso. Pelo contrário, quando faço declarações como a que estou prestes a fazer, a tendência é de que algumas pessoas se afastem de mim. É um risco calculado, mas que vale a pena, tendo em vista a gravidade da situação. Isso é muito sério e muito importante para mim. Tive uma experiência que mudou a minha vida e, em boa consciência, eu não posso guardá-la só para mim, apesar de preferir assim.

Entendi que existem coisas como maus espíritos, maldições, anjos caídos ou demônios, se assim preferir dizer, e eu era como um objeto que eles podiam controlar. Antes, eu não tinha ideologias religiosas e me considerava algo entre o agnóstico e o ateu.

Durante toda a minha vida tenho sido perseguido por coisas que não entendia. Eu pensava que má sorte, doenças incuráveis, vícios, pesadelos, pensamentos de suicídio e comportamento criminoso apenas faziam parte do meu caráter – um resultado de circunstâncias infelizes.

Cheguei ao fundo do poço quando perdi um amigo para o suicídio, eu já estava com 30 anos e desempregado, e o suicídio tornou-se uma ideia muito real para mim, era um desejo persistente que me incomodava constantemente. Fui levado à uma igreja onde pessoas que eu não conhecia oraram por mim a um Deus que eu não acreditava. Depois de várias experiências é que me foi revelado que, de fato, espíritos existem. Antes eu considerava tais noções como fantasias de criança, tal como unicórnios ou fadas. Mas estas não eram como tais coisas.

Durante um período de vários meses, fiquei muito doente. Acordava pela manhã vomitando violentamente. Tive febres com temperaturas que alternavam de três graus a mais do que o normal, e três graus a menos do que o normal. O mais estranho ainda era que o meu corpo tinha impulsos involuntários, eu me torcia e contorcia contra a minha própria vontade, como seria feito com um fantoche.

Eu tinha pensamentos muito violentos, vontade de ferir pessoas. Tinha pesadelos, tanto quando estava dormindo, como quando estava acordado também. Eu fiquei paranoico. Pensava que estava morrendo, por vezes pensava que tinha sido envenenado, outras vezes que tinha sido drogado, ainda outras vezes cheguei à conclusão de que tinha uma doença rara ou um tumor no cérebro, ou até sido picado por uma aranha venenosa. Os médicos não conseguiam me dizer o que estava errado comigo, suas explicações variavam de depressão a pneumonia, ou ao uso de substâncias durante minha infância, mas nenhuma dessas explicações justificava as experiências que eu estava tendo.

Isso sucedeu ao longo de vários meses. Quando os homens da igreja oravam por mim eu reagia violentamente, rosnando e lhes batendo, por vezes, cuspindo, xingando e fazendo sons estranhos. Através de jejuns e orações, os espíritos começaram a me deixar. A única coisa que eles obedeciam era ao nome de Jesus Cristo. Isso era difícil de entender, porque eu ainda não havia formado uma opinião sobre todas as coisas novas que estavam acontecendo. Eu pensava que as igrejas eram falsas, uma farsa para obter o dinheiro de doentes e idosos, ou uma estratégia para controlar as massas. Foi assim que passei a acreditar não só na existência de Deus, mas de que Deus é Jesus Cristo.

Os demônios não são um tipo de eufemismo para as coisas escuras que todos nós enfrentamos, são seres literais que odeiam você. Além disso, Deus vai existir mesmo se você optar por crer nEle ou não. E não é subjetivo – nem todos os caminhos te levam a Roma, nem toda fé funciona, nem tudo o que você precisa fazer é ser uma boa pessoa, não é a força das trevas contra a força da luz (como no filme Guerra das Estrelas) – embora todas estas ideias sejam bem populares. A verdade é, e sempre será, que só há um Deus. A vida é um teste para ver onde nossas almas vão passar a eternidade e todos vamos ficar perante Ele (o Deus que criou todas as coisas) para sermos julgados. Todos nós: muçulmanos, judeus, ateus, budistas, agnósticos, hindus, cristãos. Mas somente aqueles que verdadeiramente creem em Cristo, e vivem de acordo com tal crença, serão poupados, e muitos que afirmam ser cristãos não serão.

Isso não é apenas um palpite que estou lhe dando. Deus revela Seu poder através de sinais e maravilhas, e Sua Palavra. Mesmo correndo o risco de perdê-lo como amigo, lhe digo essas coisas. Eu prefiro lhe dizer a verdade e você me odiar enquanto temos vida, do que manter a verdade escondida e você olhar para mim no dia do julgamento, descrente que eu guardei tudo isso de você.

A boa notícia é que Jesus morreu pelos nossos pecados, e todos que aceitarem são perdoados e têm o direito de serem filhos e filhas do Deus Vivo, e ter a vida eterna em um paraíso além da nossa imaginação.

Estou implorando a todos – você deve a si mesmo e a seus filhos saber se essas coisas são verdadeiras. Eu sei que elas são. Será que estou mentindo? Por favor, por favor, por favor, estou implorando que você se arrependa de seus pecados, peça perdão a Deus e faça uma oração aceitando Jesus Cristo em seu coração. Ainda que você seja cético, mesmo que você não acredite em mim, faça-o de qualquer maneira. Será a melhor coisa que poderá fazer. Se somente uma pessoa receber esta mensagem durante toda a minha vida, já vai valer a pena o tempo que me levou para dizê-la. Se você quiser posso falar com você, ou orar por você. Eu amo vocês.

Ross Bennett – Katy, Texas

Veja como eu era…

David-Higginbotham1

bispo macedo
Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *