Mensagem

Quem canta seus males espanta. Será?

canta_seus_males_espanta

Há alguns anos temos ouvido os cientistas afirmarem que a música tem um grande poder.

Baseadas nessa informação, mães aninham seus bebês, ainda no ventre, ao som de clássicos; academias estimulam os alunos a entrarem no ritmo e malharem mais; bares e boates descobriram que quanto mais música, mais horas de consumo; artistas entenderam que quanto mais apelo emocional, mais sucesso; e não faltam exemplos de como ela é usada para atrair e manipular as pessoas.

A música já é conhecida do ser humano há muito tempo, pois instrumentos eram tocados em batalhas, comemorações, solenidades e festas.

Após atravessarem o Mar Vermelho e vencerem o exército de faraó, os hebreus cantaram e dançaram com seus tamborins.

O rei Davi tocava a harpa e orava para aliviar o tormento da alma de Saul. Suas orações transformaram-se em ensinamentos e são valiosas até hoje.

Não sei se você já reparou, mas todos nós somos musicais de nascimento e dificilmente passamos o dia sem cantarolar ou assobiar alguma coisa.

A música imortaliza uma mensagem, fixa uma ideia, transporta a mente, acalma, inspira decisões, suscita sentimentos…

Lembro-me de que logo que cheguei à Igreja memorizei trechos preciosos da Bíblia e de que era movida à oração. Fiquei quase um mês cantando um antigo hino “Eu te amo” para declarar o meu amor ao Senhor Jesus e receber o Espírito Santo.

Já reparou que cada fase da nossa vida tem uma música que marca? Ela é tão preciosa que continuaremos a tê-la no céu, contudo, os que vão para o inferno perderão esse prazer.

O som é uma energia que pode colocar uma pessoa em estado de tranquilidade, mas pode alvoroçar uma guerra interior.

Usando esse instrumento, o diabo tem comandado milhões de mentes de todas as idades, conforme o seu querer. Isso significa que assim como a música pode gerar bem-estar, pode contaminar. Aqueles que querem se manter bem espiritualmente devem zelar por suas palavras, pensamentos e também ouvidos.

Vivemos na era do fone de ouvido. Milhões de pessoas passam horas ouvindo músicas. Pode ter certeza que, mesmo sem você perceber, a música o influencia de alguma forma.

Para terminar, apenas mais uma reflexão: poderíamos ter hoje músicas da mais alta qualidade, de todos os ritmos, expressando nossa fé e valores.

Infelizmente, temos ouvido e cantado músicas antigas porque têm faltado mais inspiração e espiritualidade em nossos compositores.

A fonte que jorrou no passado continua a jorrar hoje. Quem sabe não esteja em falta cristãos desinteressados de fama ou dinheiro e que tenham um único interesse: promover o Reino de Deus?

Colaborou: Nubia Siqueira

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

4 comentários

Elaine Cristina Responder 18 Abril, 2016 às 12:15

Quem canta seus males espanta .sera?
A música tem uma grande influência na nossa vida ,precisamos tomar cuidado para náo sermos influenciada por ela ,precisamos de fato de pessoas de Deus que cante a fe e o amor de Deus e náo emoção que náo se leva a nada.

Ideneide Rocha Responder 18 Abril, 2016 às 15:34

Post: Quem canta seus males espanta.Será?
Para mim a música é terapia, ouvir uma boa música ou hinos espirituais me acalma a alma. Também gosto muito de falar com Deus acompanhada de um fundo de oração, transporto me para o céu em segundos.

MARIA LUCIA PEREIRA DA ROCHA SILVA Responder 18 Abril, 2016 às 19:56

esta complicado ouvir musica hoje até algumas gospel que tem é dificil de ouvir. um sentimentalismo que só. ja umas que sao criadas no Reino edifacam e fortalecem.

MARIA LUCIA PEREIRA DA ROCHA SILVA Responder 18 Abril, 2016 às 19:56

esta complicado ouvir musica hoje até algumas gospel que tem é dificil de ouvir. um sentimentalismo que só. ja umas que sao criadas no Reino edifacam e fortalece.