Mensagem

Por que sacrificar se Jesus já sacrificou?

Esta é a pergunta de muitos que não entendem a diferença entre sacrifício por pecado e sacrifício por prova.

Quando o Senhor Jesus foi à cruz Se sacrificar por nós, Seu sacrifício foi por nossos pecados. Ele foi o Cordeiro oferecido pelo Pai como nosso Substituto. Desde então, não é mais preciso sacrificar por pecados. Basta crer, aceitar a Oferta do Pai e viver a vida em obediência à Sua Palavra para receber o perdão, e consequentemente a Salvação.

Mas o sacrifício por pecado era apenas um tipo de sacrifício. Não há nenhuma indicação de que outros sacrifícios que provam a fé tenham sido abolidos por Jesus. Ao contrário, vemos as mesmas provas de fé sendo exigidas e praticadas também no Novo Testamento. Vide o jovem rico (Lucas 18.22), Zaqueu (Lucas 19.8), a Igreja Primitiva (Atos 4.34) e o conselho de Paulo (2 Coríntios 8.8), entre tantos outros.

Quando Deus pediu a Abraão seu filho Isaque como sacrifício, não foi porque Abraão estava em pecado. Foi uma prova de sua fé. Da mesma forma quando pediu a Gideão o segundo boi de seu pai, não foi um sacrifício por pecado, e sim uma prova de sua dependência dEle.

Este tipo de sacrifício, para provar a fé, nunca foi abolido. É tão necessário e real hoje quanto foi desde os primórdios do Gênesis.

Colaborou: Bispo Renato Cardoso

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *