Mensagem

Santidade ao Senhor

Santidade_bm15º Dia do Jejum de Daniel

Quando estive no Templo de Salomão pela primeira vez, foi exatamente essa frase escrita lá no alto do Altar, logo acima da Arca da Aliança, que mais me chamou atenção, a ponto de não conseguir conter as lágrimas.

A princípio, parece um pouco óbvia a tradução dessa frase, porém, Deus jamais será óbvio! Ele sempre surpreende.

A frase “Santidade ao Senhor” me levou a fazer uma autoanálise, e por vários dias me fez indagar no meu interior:

– Que Santidade é essa?

– Como isso funciona na prática?

– Já não vivo na prática do pecado, isso não é santidade?

Enfim, eu me perguntei se realmente sabia o sentido e profundidade daquela frase tão destacada dentro do Templo de Salomão. E eis que veio a resposta…

“Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor. Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos.”

Hebreus 12.14,15

As palavras em destaque no texto bíblico são a chave do segredo na frase predominante no Templo de Salomão, e funcionam assim:

É relativamente fácil manter paz com todos dentro da igreja e manter também uma santidade, não é verdade? Pois bem, a Santidade ao Senhor não se inicia dentro das quatros paredes de uma instituição religiosa, ou mesmo dentro do Templo de Salomão. Essa SANTIDADE dá início quando viramos as costas para o Altar e deixamos a igreja voltando para a nossa vida diária, pois os costumes, os pensamentos, desejos, tradições e distrações fazem bloqueio dessa santidade em nós. E, mesmo tendo orado e buscado diante do Altar, a santidade não existirá!

Onde não houver esforço diário para agradar a Deus também não haverá santidade. Mas creio que, além de tudo, Deus deseja a santidade em nossas intenções, em nossos ideais, anseios e planos. A falta dessa santidade permite o crescimento das raízes ruins de amargura, que não só nos afasta de Deus como nos traz PERTURBAÇÃO e, de quebra, contamina aqueles que estão ao nosso redor. Quem não vive em santidade vive uma perturbação interior, que horror!

Definitivamente, a santidade que Deus deseja ver em nosso íntimo, onde somente Ele pode ver e onde as palavras bonitas não são suficientes, não se refere apenas ao cuidado com os pensamentos pecaminosos e à rejeição do que é explicitamente maligno, e sim à purificação das nossas intenções mais profundas lá, onde ninguém vê, onde habita a resposta do porquê você luta tanto para conquistar certas coisas.

A Santidade ao Senhor está no motivo pelo qual você busca receber o Espírito Santo? É para gloriar-se e falar em línguas, ou para tornar-se testemunha Divina e espalhar a essência dEle por onde você for?

A Santidade ao Senhor está no motivo pelo qual lutamos tanto para trazer os familiares para a igreja? É para nos ver livres dos problemas que eles nos trazem, ou para ganhá-los para o Reino de Deus?

A Santidade ao Senhor está no motivo pelo qual queremos prosperidade? É para nossa vaidade, ou para honrar a Deus e glorificar o Seu Nome?

Trabalhamos por reconhecimento humano, ou para servir a Deus?

Isso é Santidade ao Senhor, é a pureza das minhas intenções!

Sem essa Santidade não podemos contemplar a Deus, nadaremos e, certamente, morreremos na praia!

Colaborou: Bianca Carturani

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Danila Responder 12 Janeiro, 2016 às 11:54

Muito forte