Mensagem

Sinais…

img_estrelas-706x471Ninguém pode provar a existência de algo ou de alguém sem que haja uma evidência ou um sinal. Por isso, Deus sempre deixou evidências e usou de sinais para que Sua existência fosse incontestável ao ser humano. Afinal, contra fatos não existem argumentos. As Obras do Altíssimo são tão notáveis que não há como questioná-las ou considerá-las falsas. E é exatamente assim que nossas obras devem ser também.

Quando Deus criou o céu, a Terra, os astros, a natureza, as espécies de animais, colocou em destaque as obras que não tiveram participação humana, justamente para que o homem reconhecesse que havia um Ser Superior a ele no Universo. A Criação em si é a evidência mais óbvia de que Deus existe e é o Todo-Poderoso.

Mas ela não é a única prova disso. Deus também fez e faz questão de provar que é real através da fé sacrificial manifestada pelo ser humano. Sim, Ele criou essa fé, que tornou possível a abertura do Mar Vermelho, a sentença das dez pragas no Egito, a descida de fogo do céu e tantos outros acontecimentos sobrenaturais. A Grandeza de Deus é revelada para as demais pessoas com a prática dessa fé verdadeira, que se resume em sacrifício.

Além disso, os milagres realizados pelo Senhor Jesus e por todos aqueles que creem nEle são outros fatos que excedem a teoria e os registros. Tornaram-se e tornam-se visíveis, audíveis e palpáveis para todos. Curas, libertações, ressurreição de mortos e a própria ressurreição de Jesus falaram e continuam falando muito mais do que qualquer palavra acerca da existência e da fidelidade do Deus Supremo. Sem contar com a descida do Espírito Santo, que é manifesta com frutos e dons.

Se Ele nos deixou tantos sinais de Sua existência, fidelidade e do cumprimento de Sua Palavra, também é necessário que façamos o mesmo. Devemos provar a existência da aliança que temos com Ele através de fatos, não com palavras vazias!

Após o casamento, uma aliança é colocada no dedo do homem e da mulher. Ela é o sinal da entrega mútua: onde quer que ambos estejam, eles se lembram que têm um compromisso com o outro, e as demais pessoas também compreendem isso ao verem esse sinal na mão esquerda. Com Deus é a mesma coisa. Deve haver algum sinal que prove a existência da aliança entre uma pessoa e Deus. O dízimo ilustra bem esse sinal. O ato de devolver as primícias para Deus é o sinal da fidelidade de alguém para com Ele, e as bênçãos derramadas são sinais de que o Altíssimo é fiel para com essa pessoa também. O caráter, a conduta, o comportamento, as escolhas feitas por um ser humano também são sinais que provam a existência de um compromisso com Deus ou a falta dele.

Assim como as Obras de Deus são incontestáveis em relação a nós, nossas obras também devem ser incontestáveis em relação a Ele: todos devem comprovar com seus olhos, ouvidos e tato que pertencemos a Deus, que temos um voto de fidelidade com Ele. Mas, se em sua vida não há sinais de um compromisso com Deus, então esse compromisso não existe. Sem fatos, ele é questionável, inválido, duvidoso, irreal.

Colaborou: Bispo Romualdo Panceiro

Bispo Edir Macedo

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *