Mensagem

Talvez possa ajudar outras…

mulher

Dona Cris, bom dia!

Eu preciso muito que a senhora saiba o quanto me ajudou.
Me converti há 1 ano e estou como candidata a obreira.
Eu namorava um rapaz há 1 ano e meio, e o colocava em primeiro lugar em minha vida. Pra mim, todas as mulheres eram uma ameaça. Com 21 anos, eu me sentia muito inferior a qualquer outra mulher. Pra completar, ele me fazia ciúmes quando saíamos, olhava pra outras mulheres e comentava como eram lindas as mulheres que apareciam na TV.

Tudo isso me deixava ainda pior. Até que um amigo dele o apresentou a uma amiga. Ele começou a conversar com ela diariamente e eu cheguei a ver mensagem dos dois. Porém, eu aceitava aquela humilhação, achando que era algo passageiro e que logo ele seria só meu de novo. Essa situação me deixava muito mal, brigávamos muito e ele ainda me fazia sentir culpada, dizendo que eu só reclamava.
Até o dia em que ele me pediu um tempo, me humilhei, pedi pra voltar e nada. Por medo de ver algo, o bloqueei no Facebook. Após 1 mês desse “nosso tempo”, quando entrei novamente na página dele, ele estava em relacionamento sério com ela. Todos os amigos e familiares dando os parabéns e os dois se dizendo apaixonados.
E eu? Caí em depressão! Perdi 11 kilos em 2 meses, tomava remédios para dormir e só chorava. A resposta dele foi que começaram a namorar somente depois que terminamos. Óbvio que não!

Um dia, assistindo por acaso ao programa Escola do Amor, o que mais me chamou atenção foi a senhora. Sua segurança, serenidade, paz e autoestima me fez querer ser como a senhora. Passei a pesquisar seus vídeos e biografia, comecei a ler o livro Melhor que Comprar Sapatos, chorei muito porque contava minha história. Procurei uma Universal, parei de tomar remédios em 1 semana, e orei muuuuuuuuito por eles para tirar o ódio que havia em mim. Consegui! Tive meu encontro com Deus e em setembro fui batizada com Espírito Santo. Depois disso, ele me procurou pedindo pra voltar e não quis, pois conhecia meu valor.

Entrei para o desafio Godllywood e descobri muito sobre mim. Hoje, dona Cristiane, todas às vezes que a vejo, penso: quero ser como ela quando crescer. A senhora se tornou minha referência, me ensinou a me valorizar, a me vestir, a me cuidar e ser uma mulher virtuosa. Além de me apresentar, indiretamente, à minha mãe Universal. Obrigada por ser essa mulher de Deus. Tive o prazer de tirar uma foto com a senhora, na Livraria Cultura em São Paulo no relançamento do livro, e quis abraçá-la muito, rs. Amo a senhora. Deus a abençoe.

Daiane Rocha

Cristiane

bispo macedo
Bispo Edir Macedo
bispomacedo.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *